LANCE!
15/03/2016
13:12
Munique (ALE)

O técnico Pep Guardiola tem nesta temporada a última chance de conquistar a Liga dos Campeões pelo Bayern de Munique. Soberano em solo alemão, a conquista do torneio europeu é o que falta para o espanhol faturar tudo pelos bávaros. Nesta quarta-feira, a equipe enfrenta em casa a Juventus, na volta das oitavas de final. No primeiro jogo, empate em 2 a 2, em Turim.

O Bayern pode empatar por 0 a 0 e 1 a 1 que garante a classificação. De acordo com o treinador do clube alemão, a partida 'será uma final para os dois times'.

- Nunca uma partida da Liga dos Campeões me preocupou, sou um privilegiado por estar aqui. A Europa estará de olho na gente. Eu vou poder ver o jogo do gramado, um pouco mais perto do que você. Se perdermos, vai ser duro por alguns dias, se vencermos será bom, mas no outro dia já vamos pensar no jogo do fim de semana - disse Guardiola, em entrevista coletiva.

O treinador elogiou a equipe da Juventus e não vê o Bayern em vantagem devido à ausência de três titulares do adversário para a partida desta quarta-feira: Dybala, Marchisio e Chiellini não enfrentam os bávaros, que não terão Boateng e Badstuber e podem ficar sem Robben, que não treinou nesta terça-feira por estar gripado.

Guardiola - Treino do Bayern
Guardiola não teve Robben no treino (Foto: Christof Stache / AFP)

- Juventus é Juventus e tem um espírito incrível. Não pode jogar Dybala, mas pode jogar Morata, não joga Marchisio, mas joga Hernanes. Eu conheço bem o time deles, o Juve sempre foi um time forte - garantiu.

Guardiola também falou sobre a capacidade defensiva da equipe da Juventus. Ele aproveitou para cutucar o estilo de jogo dos rivais.

- Sei que são capazes de fazer as duas coisas, são capazes de meter 10 jogadores na sua área para defender como se fossem a menor equipe do mundo. Eu admiro tanto os grandes times que conseguem fazer isso, eu não gosto, mas admiro. Mas o Juve pode atacar também, porque na Itália todos defendem, mas depois sabem partir para o ataque. Tem jogadores com capacidade para ler o jogo e achar espaços, eu admiro o futebol italiano, porque precisam de muito pouco para te fazer um dano - concluiu.