Griezmann - Celta de Vigo x Atlético de Madrid (Foto: Miguel Riopa / AFP)

Griezmann fez o primeiro gol do Atlético de Madrid contra o Celta (Foto: Miguel Riopa / AFP)

LANCE!
10/01/2016
19:24
Vigo (ESP)

Griezmann mais uma vez brilhou no Campeonato Espanhol. O atacante marcou um dos gols da vitória do Atlético de Madrid sobre o Celta de Vigo por 2 a 0, fora de casa, que recoloca o Colchonero na liderança da competição. Carrasco fez o outro dos madrilenhos.

O vitória deixa o Atlético com 44 pontos, contra 42 do Barcelona - que tem um jogo a menos - e 40 do Real Madrid. Na próxima rodada, o Colchonero visita o Las Palmas, enquanto o Celta de Vigo tenta a reabilitação no Campeonato Espanhol contra o lanterna Levante, também no Balaídos.

O jogo ficou ameaçado de não acontecer após um forte temporal cair na região da Galícia na sexta-feira. Algumas dependências do Estádio Balaídos ficaram alagadas. Mas o tempo melhorou, o que propiciou a confirmação do duelo.

O Atlético de Madrid mostrou mais uma vez a solidez de sua defesa, a melhor do Campeonato Espanhol, com apenas oito gols sofridos em 19 jogos. Apesar disso, o Celta teve alguns bons momentos no primeiro tempo. Em um dos lances perigosos do ataque dos galegos, Aspas ganhou no alto de Filipe Luís e cabeceou para fora, muito perto do gol de Oblak. Griezmann também teve sua oportunidade, mas a saiu raspando a trave de Álvarez.

Augusto Fernández  - Celta de Vigo x Atlético de Madrid (Foto: Miguel Riopa / AFP)
Fernández pegou o Celta pela primeira vez  (Foto: Miguel Riopa / AFP)

Simeone orientou o setor ofensivo do Atlético no intervalo e os jogadores voltaram mais próximos um do outro. E a alteração do treinador deu resultado imediato. Aos três minutos, Griezmann tocou de primeira para Vietto. O argentino foi ao fundo e devolveu para o francês, livre, apenas empurrar para o gol. Foi o décimo do atacante no Campeonato Espanhol.

O Colchonero colocou quase todos os jogadores em seu campo, esperando uma bobeada do Celta - que tinha maior posse de bola - para sair no contra-ataque. E ele veio após chutão de Oblak. O zagueiro Cabral cortou mal e a bola sobrou para Carrasco. O belga se desvencilhou da marcação e chutou forte, para vencer Álvarez.