Geuvânio - Tianjin Quanjian (Foto: Alexandre Vidal/Divulgação)

Geuvânio - Tianjin Quanjian (Foto: Alexandre Vidal/Divulgação)

LANCE!
23/01/2016
15:04
Atibaia 

O atacante Geuvânio foi apresentado neste sábado pelo Tianjin Quanjian (CHN) em Atibaia, onde a equipe chinesa está fazendo sua pré-temporada. Ele recebeu a camisa 11 do técnico Vanderlei Luxemburgo e disse estar motivado pelo novo desafio.

- Estou muito feliz. O primeiro contato com o pessoal foi o melhor possível. Posso dizer que me sinto em casa apesar do pouco tempo. A motivação é muito grande neste novo projeto da minha carreira e vou fazer o máximo para corresponder. Será a primeira vez que vou jogar fora do Brasil e a expectativa é a melhor possível. Venho para o Tianjin para demostrar todo o meu talento e trabalho.

Será a primeira vez que Geuvânio será comandado por Luxa. O treinador foi um dos grandes entusiastas da contratação do atacante, ex-Santos.

- Fico satisfeito já que sei que o Vanderlei queria muito a minha contratação. Procurei saber com amigos como era a forma de trabalho dele e só tive informações positivas. Isso é algo que, com toda certeza, me motiva ainda mais. Além disso, a trajetória dele fala por si. É um treinador vitorioso, que conquistou inúmeros títulos, passou pela seleção brasileira e ainda teve a experiência de trabalhar em um grande clube da Europa. Tenho certeza que vou aprender muito com ele e vou dar o meu máximo para ajudar também no que for preciso - disse.

No Tianjin Quanjian, ele terá a companhia dos compatriotas Luís Fabiano e Jadson, que também foram contratados pela equipe asiática para esta temporada. O jogador elogiou a dupla e disse que se sente aliviado por tê-los ao seu lado.

Geuvânio - Tianjin Quanjian (Foto: Alexandre Vidal/Divulgação)
Geuvânio e Luxa na coletiva (Foto: Alexandre Vidal/Divulgação)

- Agora vou ter eles ao meu lado, né? Isso é muito bom. Joguei contra os dois muitas vezes e sempre tive dificuldades. São jogadores de muita qualidade e, por isso, foram contratados. Luís Fabiano é um grande finalizador, artilheiro. E o Jadson tem uma visão de jogo muito apurada, isso facilita bastante para quem está mais na frente. Espero que esse trio, juntamente com toda equipe de trabalho, consiga dar muitas alegrias aos torcedores chineses e, sobretudo, aos do Tianjin Quanjian.

Geuvânio falou também sobre a Seleção Brasileira. O atacante acredita que poderá ser convocado mesmo atuando no futebol chinês.

- Acho que tenho condição de ser convocado mesmo atuando no futebol chinês. Não descarto esta possibilidade. A partir do momento que se é contratado, o atleta precisa dar o máximo para jogar bem em qualquer lugar. O trabalho sendo bem feito no Tianjin, tenho certeza que os holofotes estarão direcionados para lá também. Estou bem tranquilo em relação a isso. É só continuar com o trabalho que vinha realizando antes.