HOME - Gent x Wolfsburg - Liga dos Campeões - Depoitre e Dante (Foto: Jhon Thys/AFP)

Wolfsburg (do zagueiro Dante) e Gent fizeram um grande jogo nesta quarta-feira  (Foto: JOHN THYS/AFP)

LANCE!
17/02/2016
19:43
Gent (BEL)

Wolfsbug e Gent poderia ser considerado o patinho feito dos confrontos das oitavas de final da Liga dos Campeões. Contudo, fizeram um jogo emocionante (o melhor até o momento), cheio de reviravoltas. Os alemães conseguiram um importante resultado ao vencerem por 3 a 2 nesta quarta-feira. No entanto, o gosto no fim foi amargo, uma vez que chegaram a abrir 3 a 0 e permitiram a reação belga e só não saíram de campo com uma situação pior porque o goleiro Casteels salvou.

O grande destaque da partida foi Draxler, com dois gols. Kruse fez marcou o terceiro para os alemães, enquanto Kums e Coulibaly descontaram para o Gent.

Agora, o Wolfsburg tem uma boa vantagem para o jogo de volta, no dia 8 de março, na Alemanha. Os alemães podem perder por até 2 a 1 que mesmo assim se classificam. O Gent precisa triunfar por dois gols de diferença ou por um a partir do placar de 4 a 3. Se os belgas fizerem 3 a 2 forçam a decisão da vaga para a prorrogação.


O JOGO

Foi um primeiro tempo muito agradável de se ver. Gent e Wolfsbug adotaram esquemas ofensivos e em nenhum momento procuraram ter cautela excessiva. Pelo contrário. As duas equipes buscaram o ataque desde os primeiros minutos o que levou a uma intensa movimentação em campo e boas chances de gols para cada lado.

Mesmo fora de casa, os alemães (adotaram o 4-3-3) mostraram uma organização melhor, além de possuir uma maior qualidade individual. Por conta disso, não só criaram as melhores chances como abriram o placar no fim da primeira etapa com Draxler, após tabela com Vieirinha. No entanto, pouco antes do intervalo, o Wolfsburg perdeu Jung machucado.

O Gent, por sua vez, encontrava um pouco de dificuldade na saída de bola. Além disso, insistiu muito pelas jogadas na esquerda com Simon, que na maioria das vezes foi desarmado pela defesa alemão. Mesmo assim, os belgas também tiveram seus momentos de pressão e perigo para o goleiro Casteels.

O Gent, até pela necessidade de ao menos conseguir um empate em casa, voltou com a postura mais agressiva. Foram oito minutos de uma blitz frenética e que sufocava o Wolfsbug. O problema é que os belgas, em um lance fortuito, erraram uma saída de bola. Draxler aproveitou o vacilo, entrou na área e de cavadinha marcou um belo gol, seu segundo no jogo.

Dois gols de vantagem levaram os belgas a nocaute. O Wolfsburg aproveitou e chegou ao terceiro com Kruse, após cruzamento da direita. O atacante alemão não fez o quarto quase na sequência porque a trave salvou os donos da casa. Parecia que o Gent estava morto. 

Quando todos pensavam que os donos da casa não teriam força, uma nova esperança veio com o gol de Kums aos 35 minutos. O lance animou os donos da casa, que iniciaram uma nova pressão, que obrigou o Casteels a realizar grandes defesas.

A pressão belga, no entanto, fez novo efeito aos 43 minutos com o gol de Coulibaly. O estádio veio abaixo e o Gent partiu em busca do empate, que acabou não acontecendo. Seria um prêmio para a reação, mesmo que tardia, dos donos da casa. O jogo de volta na Alemanha promete fortes emoções.


FICHA TÉCNICA
GENT 2 X 3 WOLFSBURG


Local: Gent Stadium, Gent (BEL)
Data-hora: 17/2/2016 – 17h45 (de Brasília)
Árbitro: Svein Oddvar Moen (NOR)
Auxiliares: Kim Thomas Haglund (NOR) e Frank Andås (NOR)
Cartões amarelos: Luiz Gustavo e Vieirinha (WOL); Kums (GEN)
Gols: Draxler - 43'/1ºT (0-1), 8'/2ºT (0-2), Kruse - 15'/2ºT (0-3), Kums - 35'/2ºT (1-3) e Coulibaly - 43'/2ºT (2-3)

GENT: Sels, Nielsen, Mitrović e Asare; Foket, Milicevic (Saief - 16'/2ºT), Renato Neto, Kums e Dejaegere; Simon (Matton - 15'/2ºT) e Depoitre (Coulibaly - 34'/2ºT) – Técnico: Hein Vanhaezebrouck.

WOLFSBURG:
Casteels, Jung (Schürrle - 45'/1ºT), Dante, Knoche e Rodríguez; Luiz Gustavo, Trasch, Arnold, Draxler e Vierinha (Schäfer - 34'/2ºT); Kruse (Putaro - 46'/2ºT) – Técnico: Dieter Hecking.