LANCE!
09/12/2016
10:12
Buenos Aires (ARG)

Poucos dias antes do Superclássico com o River Plate, Carlos Tevez admitiu a possibilidade de encerrar a carreira em breve, além de confirmar que há uma proposta do futebol chinês. E as declarações do "saturado" atacante do Boca Juniors se dão num momento turbulento dos Xeneizes, que estão fora da disputa da Libertadores do ano que vem.

- Não só penso em ir (para a China). Também poderia deixar de jogar. Porém não sei se farei isso. Chego ao fim do ano saturado, com a cabeça a mil. É um momento de parar um pouco e pensar no futuro. Quando tomar a decisão, que seja para o bem ou mal, estarei sentado aqui para comunicá-la - disse Tevez, em entrevista coletiva, realizada nesta sexta-feira.

Aos 32 anos e com contrato até junho de 2017, Tevez ainda frisou que não pensa em tomar uma decisão acerca de seu futuro por agora, ainda mais com compromissos pelo Campeonato Argentino.

- A tranquilidade ou a incerteza sempre são vocês (jornalistas) que as colocam aos torcedores. Eu estou esperando o jogo de domingo, depois o Colón, e depois disso, vou me casar. Então imaginem: tenho várias preocupações na minha cabeça par pensar se em fevereiro ou março vou jogar na China. Quando estiver de férias, com a cabeça fria, pensarei. Sempre analisando o que é melhor para mim, para minha família e para o Boca. Mas sim, sei da oferta e do valor - declarou o jogador ex-Corinthians, que ainda confessou sentir muita pressão na Argentina:

- Não foi a volta que eu esperava. A gente se choca com a realidade do futebol argentino. Fui embora há muitos anos e creio que havia deixado um futebol argentino mais civilizado. Agora tudo ao redor do futebol, vivemos a mil por centro e cremos que tudo passa pelo futebol. O futebol é um jogo, temos que nos preparar para ganhar, mas nem sempre é assim. Aqui, se ganha pode sair e comer algo com suas filhas. Mas se perde, tem que se esconder debaixo da cama. Vivemos em uma sociedade difícil. Fui faz alguns anos e joguei seis, sete anos na Inglaterra, onde podia sair caminhando do estádio se tivesse ganhado ou perdido.

Desde que retornou ao Boca, em 2015, Tevez fez 20 gols em 51 jogos e encara uma montanha russa no seu clube de coração. Após um começo arrasador, atualmente vive um período de baixa.

Neste domingo, o craque terá a oportunidade de, diante do arquirrival River Plate, voltar a encher o torcedor do Boca Juniors de orgulho. O Superclássico será realizado no Monumental de Nuñez, casa do Millonario, pela 13ª rodada do Campeonato Argentino.