Shakhtar Donetsk

O Shakhtar Donetsk fez um minuto de silêncio em homenagem à Chape (Foto: Divulgação)

LANCE!
02/12/2016
18:57
Donetsk (UCR)

Os brasileiros que atuam fora do país seguem prestando suas homenagens aos jogadores mortos na tragédia com o avião da Chapecoense que tirou a vida de 71 pessoas na última terça-feira. O meia Fred, do Shakhtar Donetsk, falou sobre o acidente e admitiu que ainda está muito abalado, pois conhecia alguns atletas falecidos. 

- É muito complicado receber uma notícia como essa. Estava indo para o treino quando abri o Facebook e vi a notícia de que o avião da Chapecoense tinha caído. Na hora, você fica meio sem entender, é estranho, não pensa direito, tenta não acreditar - disse o jogador.

O meia contou que era muito amigo de Josimar, Matheus Biteco e Dener, que perderam suas vidas. O velório coletivo das vítimas acontece neste sábado, na Arena Condá.

- Matheus Biteco era um cara novo, jogamos juntos na seleção sub-20; Josimar, grande amigo que fiz no Inter, deixa dois filhos; Dener era outro amigo, o Paixãozinho (preparador físico Anderson Paixão)... Fiquei muito mal. Jogaremos por eles. Viraram heróis.

Fred aproveitou para fazer um apelo e pedir para que as pessoas tenham mais amor umas pelas outras.

- Estava ouvindo há pouco um programa de rádio lá do Sul, e um jornalista comentou que as pessoas passam a ter mais amor pela família e pelos outros em momentos como esse, por ficarem mais sensibilizadas. Mas isso tem que ser recorrente, precisamos estar sempre junto das pessoas que amamos, cuidar bem uns dos outros, porque não sabemos o dia de amanhã.