Eva Carneiro era chefe do departamento médico do Chelsea (Foto: AFP)

Eva Carneiro era chefe do departamento médico do Chelsea (Foto: AFP)

LANCE!
07/06/2016
13:48
Londres (ING)

Chelsea e José Mourinho entraram em acordo com Eva Carneiro nesta terça-feira, depois de dois dias de audiência por conta da demissão da médica quando ela ainda trabalhava para o clube. Os valores não foram divulgados, mas os Blues devem ter pagado uma fortuna, uma vez que a profissional rejeitou na última segunda-feira 1,2 milhão de libras (R$ 6 milhões).

A médica também retirou a queixa de discriminação sexual e assédio contra o técnico José Mourinho, que foi demitido do Chelsea em dezembro do ano passado por conta dos maus resultados à frente do time. Na próxima temporada, ele vai comandar o Manchester United. Eva Carneiro apareceu no tribunal em Londres nesta terça para prestar depoimento.

- O clube lamenta as circunstâncias que levaram a Dr. Carneiro a deixar o clube e se desculpa incondicionalmente a ela e sua família pelo estresse causado. A Dr. Carneiro sempre colocou os interesses dos jogadores do clube à frente. É uma médica esportiva altamente competente e profissional. Ela foi um membro valioso da equipe médica do clube, e nós desejamos a ela todo sucesso em sua carreira futura - disse o clube, por meio de um comunicado.

A médica também se pronunciou por meio de uma nota. Ela disse estar aliviada por poder seguir adiante após um 'momento profundamente difícil e estressante para mim e para minha família. Minha prioridade sempre foi a saúde e a segurança dos jogadores e cumprir meu dever de cuidar como médica.