RADAR/LANCE!
07/06/2016
23:00
Chicago (EUA)

Os Estados Unidos se recuperaram nesta terça-feira da derrota na estreia da Copa América em grande estilo. No Soldier Field, em Chicago, os americanos não tomaram conhecimento da Costa Rica e golearam por 4 a 0. Os gols foram marcados por Dempsey, Jones, Woods e Zisu.

Com o resultado do duelo válido pela segunda rodada do Grupo A, os anfitriões somaram os três primeiros pontos na competição e ficam em segundo na chave. A Costa Rica, por sua vez, ficou com um ponto e caiu para a lanterna. Vale lembrar que Colômbia e Paraguai se enfrentam ainda nesta terça-feira. A última rodada, quando serão definidos os dois classificados, acontece no sábado.

A Costa Rica deu a impressão no início do jogo de que viria para assustar os americanos. Em cinco minutos duas boas chances. O problema foi que na jogada seguinte Gamboa tocou em Woods, que cavou bem o pênalti. Dempsey bateu com categoria e abriu o placar.

Mesmo em vantagem, os Estados Unidos tinha dificuldades em sair do domínio e do volume de jogo costarriquenhos, que precisaram queimar uma troca aos 17 minutos com a lesão de Ureña. Os bons momentos dos donos da casa vinham em alguns contra-ataques. 

Contudo, depois dos 35 minutos o cenário mudou. Os americanos se organizaram e marcaram o segundo no chute de Jones. A equipe visitante sentiu o golpe e os donos da casa fizeram a torcida explodir mais uma vez com o terceiro gol, marcado por Woods.

Com a vitória bem encaminhada, os Estados Unidos passou a administrar a vantagem. Esperou o adversário vir para o ataque tentando algum milagre. A Costa Rica chegou a assustar na finalização de Borges. Os nervos ficaram aflorados e algumas discussões e chegadas mais ríspidas foram vistas.

Contudo, os americanos ainda acharam tempo para fechar o caixão do rival e fazer o quarto. Após saída de bola errada, Zusi marcou mais uma vez para os afitriões, que dependem apenas de si na última rodada. Os costarriquenhos agora aguardam o outro jogo do dia para saber qual milagre precisarão fazer.