LANCE!
05/06/2016
21:24
Phoenix (EUA)

Uma gafe marcou o protocolo de início da partida entre México e Uruguai, neste domingo, pelo Grupo C da Copa América Centenário. Como se não bastasse o estádio estar cheio de mexicanos, pela proximidade geográfica de Phoenix com o México, a organização ainda deixou de tocar o hino nacional uruguaio. A melodia executada no lugar acabou sendo o hino nacional do Chile, justamente o país que eliminou a Celeste da edição passada da Copa América.

A situação gerou repercussão imediata nas redes sociais. Até o vice-presidente da Associação Uruguaia de Futebol, Rafael Fernández, postou no Twitter.

- Uma vergonha! O hino uruguaio não é o que estão executando! Lamentável - escreveu.

Os jogadores uruguaios não esconderam o constrangimento, com expressões assustadas. O capitão Godín até que tentou balbuciar alguns trechos do hino uruguaio, mas isso só durou alguns instantes.

Cerca de uma hora depois do incidente, a organização da Copa América emitiu um comunicado oficial pedindo desculpas e alegando erro humano: "Durante a cerimônia de abertura do jogo de hoje tocamos um hino nacional incorreto, devido a um erro humano. Pedimos sinceras desculpas à Federação Uruguaia, à Seleção do Uruguai e a todos os uruguaios e fãs do futebol por esse engano. Todas as partes envolvidas na organização do torneio vão tomar as medidas necessárias para que um erro como esse não aconteça novamente".