RADAR/LANCE!
18/11/2015
20:13
Rio de Janeiro (RJ)

A seleção das Eliminatórias após as quatro primeiras rodadas, pela média de notas do LANCE!, é dominada pela sensação da competição, o líder Equador. Dono de campanha 100% com quatro vitórias (incluindo triunfos sobre Argentina e Uruguai), ostentando o ataque mais positivo, a defesa menos vazada e ainda contando com o artilheiro da competição, a seleção equatoriana colocou cinco jogadores entre os 11 e também o seu treinador, o argentino naturalizado boliviano Gustavo Quinteros. Dois uruguaios, dois argentinos, um brasileiro e um boliviano completam a lista.

Em relação aos jogadores selecionados nas duas primeiras rodadas, ocorreram cinco mudanças. Saíram os dois volantes (o brasileiro Luiz Gustavo e o colombiano Noboa) o meia equatoriano Valencia (ausente nas duas últimas partidas e que perdeu o lugar para o compatriota Martínez) e os chilenos Vargas e Sánchez, apagados contra Colômbia e Uruguai. A maior queda foi de Alexis Sánchez. Dono da melhor média das duas primeiras rodadas (7,75), ele agora aparece com 6.62.

Veja abaixo a Seleção das Eliminatórias pelas Notas do L!: (considerando apenas aqueles que jogaram pelo menos metade dos jogos)


Goleiro - Muslera (Uruguai) - 6,37

Muslera goleiro do Uruguai
Uruguaio Muslera  é o titular da seleção do L!, mas vê a sombra de Alisson (diferença de 0,04)  (Foto: RODRIGO BUENDIA/AFP)

Esta é a disputa mais equilibrada. Muslera, que entrou na seleção das duas primeiras rodadas das Eliminatórias, permanece. Mas o brasileiro Alisson e o equatoriano Domínguez estão com 6,33 e na sua cola.

Lateral-direito - Paredes (Equador) - 6,37

Juan Carlos Paredes
Juan Carlos Paredes dispara como o melhor lateral-direito das Eliminatórias da América do Sul  (foto:AFP)

O Equatoriano vem mantendo grande regularidade e aparecendo bem nas assistências e está abrindo vantagem. Afinal, nenhum outro lateral-direito vem se destacando. Prova disso é que os mais próximos estão com pontuação baixa: Máxi Rodríguez (Uruguai), com 6,0, e o brasileiro Daniel Alves, 5,87.

Zagueiros
Erazo (Equador) - 6,62

HOME - Argentina x Equador - Eliminatórias da Copa-2018 - Erazo (Foto: Juan Mabromata/AFP)
Erazo é o zagueiro com a melhor média de notas L! após quatro rodadas (Foto: Juan Mabromata/AFP)


Godín (Uruguai) - 6,5

HOME - Equador x Uruguai - Eliminatórias para Copa-2018 - Miler Bolaños e Diego Godin (Foto: Rodrigo Buendia/AFP)
O zagueiro-artilheiro Godín fez três gols para a Celeste e segue na seleção do LANCE!  (Foto: Rodrigo Buendia/AFP)


Erazo e Godín são os alicerces de duas das três defesas menos vazadas das Eliminatórias (dois gols, ao lado do Paraguai). O equatoriano ainda colhe frutos da atuação excelente na estreia contra a Argentina, quando fez um dos gols naquela vitória por 2 a 0 em Buenos Aires. Nas duas rodadas do torneio em novembro o gremista seguiu com atuações consistentes e permanece como o zagueiro de melhor média nas notas do L!. Godín deixou a desejar na derrota uruguaia para o Equador e só por isso está atrás de Erazo. Nas demais três partidas que fez, Godín não apenas foi um dos grandes nomes da Celeste como marcou gol em todos os duelos, sendo um dos vice-artilheiros das Eliminatórias. Isso fez a diferença para que ele superasse no desempate o companheiro Gímenez, outro com 6,5. Em seguida aparece o brasileiro Miranda, 6,25.


Lateral-esquerdo - Ayoví (Equador) - 6,5

Ayoví - Equador (Foto: Divulgação)
Ayoví  tem 36 anos e ainda mostra serviço na lateral equatoriana. Titular e ídolo.  Na seleção do L! , com justiça (Foto: Divulgação)

O veterano equatoriano (36 anos) continua jogando em alto nível e foi um dos melhores na vitória sobre a Venezuela fora de casa. Seu concorrente mais próximo é Filipe Luíz, com 6,0.

Volantes
Chumacero (Bolívia) - 6.65

Chumacero Bolívia
Chumacero, o "faz de tudo da Bolívia", acaba surpreendendo e entra na seleção (Foto: JORGE BERNAL/AFP)


Mascherano (Argentina) - 6,37

Mascherano - Argentina
Mascherano  repete a rodada passada e segue na Seleção das Eliminatórias (Foto: Maxi Failla/AFP)


A presença do eficientíssimo Mascherano já era esperada, mas Chumacero é a maior surpresa da lista. A explicação: o time boliviano joga muito fechado, com três zagueiros, três volantes e normalmente um quarto homem de marcação na lateral-esquerda (não há um titular e em todos os jogos entraram jogadores diferentes). Isso faz um desses homens de marcação precisar ajudar no apoio. E Chumacero, que além de bom marcador é o único criativo nessa meiúca, aparece bem mais do que os companheiros. Na prática, carrega a Bolívia nas costas. Como o camisa 3 não jogou na estreia e na vitória por 4 a 2 sobre a Venezuela levou nota 8, a sua média foi para as alturas.

Meias
Banega (Argentina)

Ever Banega - Argentina
Banega foi o destaque  da desfalcada Argentina e entrou na seleção com a melhor média  (Foto: Carlos Quezada/AFP)


Martínez (Equador) - 7,25

Fidel Martínez - Equador
Martínez, reserva que dá certo no Equador, fecha com 7.25, empatado com Banega como o dono da melhor nota  (Foto: R. BUENDIA/AFP)


Willian (Brasil) - 7,0

HOME - Argentina x Brasil - Eliminatórias para Copa-2018 - Willian (Foto: André Mourão/Mowa Press)
Willian  mantém a regularidade e termina a rodada como o único brazuca na seleção do L!  (Foto: André Mourão/Mowa Press)


Ausente nas duas primeiras rodadas, o argentino Banega se destacou no empate contra o Brasil e foi o principal articulador da vitória dos Hermanos sobre a Colômbia. Isso garantiu a sua presença na lista com destaque. O equatoriano Martínez é um caso à parte. Reserva e muito questionado, ele entrou contra a Argentina e foi responsável pela mudança de comportamento do time na vitória por 2 a 0. Depois, com a ausência do astro Valencia, o jogador teve de jogar adaptado como meia direita. Fez o gol da Vitória sobre o Uruguai (2 a 1) e fez um dos gols da vitória por 3 a 1 sobre a Venezuela. Completa o trio o único brasileiro titular da seleção das Eliminatórias, Willian. Embora tenha caído um pouco na média, ele segue como o jogador mais regular do time de Dunga, sempre realizando bons jogos. O equatoriano Valencia também tem média 7,0. Mas fez menos jogos do que Willian e não marcou gol nas Eliminatórias, enquanto o brazuca tem dois na conta.

Atacante
Caicedo (Equador) - 6,75

Caicedo - Equador
Caicedo, artilheiro do Equador e das Eliminatórias. Marcou em todos os jogos  (Foto: FEDERICO PARRA/AFP)


O equatoriano marcou nos quatro jogos das Eliminatórias, é o artilheiro com quatro gols e é peça-chave para a campanha 100% da sua seleção. Além disso, foi favorecido pela queda da média de Alexis Sánchez, que despencou de 7,75 para 6,62.

Treinador
Gustavo Quinteros (Equador)

Gustavo Quinteros treinador do Equador
Gustavo Quinteros  é o responsável pelo ótimo momento vivido pelo Equador e sua média é boa: 7,0 (Foto: FEDERICO PARRA/AFP)


As quatro vitórias nos quatro jogos não vieram por acaso. O Equador está mostrando bom futebol, tem a base formada, Quinteros vem fazendo alterações que mudam o ritmo da partida e, até agora, ninguém jogou mal. Com o time na mão e bons resultados estar no topo entre os treinadores só faz justiça. O treinador uruguaio Óscar Tabárez, que ficou fora do banco em algumas partidas por suspensão, é o segundo colocado, com 6,37. E Jorge Sampaoli, da seleção chilena, embora tenha levado nó tático nas duas últimas partidas, aparece em terceiro, com 6,0.