Atlético de Madrid x Barcelona

A equipe de Luis Enrique foi derrotada pelo Atlético por 2 a 0, na última quarta (Foto: AFP / GERARD JULIEN)

Amir Somoggi
14/04/2016
12:48
Rio de Janeiro (RJ)

A eliminação do Barcelona na Liga dos Campeões diante do Atlético de Madrid, pelas quartas de final da competição, trará impactos financeiros para os seus negócios, mas sem afetar a saúde financeira do clube.

A queda nesta fase do torneio fez com que o Barça deixasse automaticamente de receber 4,9 milhões de euros por chegar às semi finais. Caso fosse campeão embolsaria outros 10,5 milhões de euros. No caso de ficar em segundo receberia 6,5 milhões de euros.

Assim, o prejuízo direto do clube em pagamentos da UEFA é do mínimo 11 milhões de euros, podendo superar 15 milhões de euros. 

O Barça deixará de faturar um jogo de semifinal em casa, que rende no conceito de matchday (exploração de todas as receitas do dia do jogo) mais de 5 milhões.

Outras perdas como bonificação dos patrocinadores também pesam, mas são amenizados com o não pagamento de bônus para os jogadores.

Sair antecipadamente da Champions dói mais para o clube catalão em termos esportivos e mercadológicos do que financeiros. Claro que deixar de ingressar 20 milhões de euros é ruim, mas não afeta tanto suas finanças.

Estar fora nesse momento de expansão de marca, contra Real Madrid, Bayern de Munique, Manchester City, pesa mais, que os prejuízos direitos da eliminação, pela força e abrangência da maior competição entre clubes do mundo.

Na última temporada que o Barcelona foi campeão da Liga dos Campeões, seus ganhos com a UEFA foram de 61 milhões de euros, frente a um faturamento de 576 milhões de euros, ou seja, 11% do total.

Amir Somoggi é colunista e membro da Academia LANCE!