Daniel Alves

Daniel Alves pretende voltar ao Bahia antes de pendurar as chuteiras (Foto: MICHAEL BUHOLZER/AFP)

RADAR/LANCE!
22/02/2016
12:23
Barcelona (ESP)

O torcedor do Bahia ficou animado nesta segunda-feira. Em entrevista ao site da Fifa, Daniel Alves, revelado no clube baiano e jogador do Barcelona, garantiu que pretende voltar ao Tricolor de Aço antes de encerrar a carreira.

- Já prometi que antes de encerrar a carreira eu pretendo atuar pelo Bahia. Seria uma forma de gratidão para quem me deu a chance de ser alguém no futebol. Pretendo conversar com a diretoria antes da aposentadoria, porque precisa ser algo vantajoso para as duas partes. Tenho certeza que estarei em forma e assim não ser um fracasso (risos) - declarou.


Daniel Alves afirmou ainda que vê o futebol brasileiro e argentino em decadência, sobretudo pelo fato na dificuldade em revelar jogadores extraclasses, como Neymar e Messi.

- Concordo em parte com esse questionamento. A seleção nacional é um reflexo do futebol local e Brasil e Argentina ganharam respeito por tudo aquilo que conquistara. No entanto, acredito que o nível caiu em relação aos últimos anos. Mas vejo que no caso do Brasil os jogadores estão se esforçando cada vez mais para sempre estarem no topo. Isso reflete em termos atletas nas grandes ligas e, claro, isso traz reflexos para a Seleção - analisou.

Outro ponto que mereceu a atenção de Daniel na entrevista foi a saída cada vez mais precoce de jovens brasileiros para fora do país. O lateral, que também deixou o país muito cedo, vê a medida de maneira negativa e acredita que o mau momentos dos clubes no Brasil é um dos fatores determinantes.

- Evidente que os jovens jogadores deixam o Brasil cada vez mais cedo com a autorização da família. Eles querem uma vida estável para elas. Atualmente, isso não existe no Brasil. Os clubes não estão bem estruturados para a manutenção destes atletas e por isso é cada vez mais frequente a saída precoce deles para outros países - afirmou.

Por fim, Daniel Alves afirmou que o atual time do Barcelona é uma versão evoluída de um trabalho vitorioso que começou com Guardiola há alguns anos.

- Vejo como uma versão incrível de um time que joga nos últimos seis anos. As pessoas acreditam que não podemos seguir conquistando coisas, mas vamos lá e ganhamos de novo. É o tipo de estabilidade no futebol que você sonha para a carreira. E seguimos com a sede de títulos. Isso faz com que o Barcelona seja respeitado - finalizou.