Nicolás Leoz (Foto: Felipe Trueba/EFE)

Ex-presidente da Conmebol Nicolás Leoz está em prisão domiciliar  (Foto: Felipe Trueba/EFE)

LANCE!
11/10/2016
20:08
Assunção (PAR)

A Conmebol confirmou que ordenou uma investigação sobre a possibilidade de suborno na escolha de Maracaibo como sede da final da Copa América de 2007. Na decisão daquele torneio, o Brasil derrotou a Argentina por 3 a 0.

- Um dos pilares da reforma da Conmebol é fazer justiça. Temos a obrigação de revisitar o passado e blindar o futebol sul-americano de qualquer ato de corrupção - prometeu o atual presidente da entidade, Alejandro Domínguez.

Ex-prefeito da cidade, Giancarlo di Martino afirmou que a Conmebol cobrou um milhão de dólares (R$ 3,1 milhões) para transferir o clássico de Caracas para Maracaibo.

Na declaração, Martino cita três ex-dirigentes da entidade condenados no último grande escândalo de corrupção da Fifa: o paraguaio Nicolás Leoz, o uruguayo Eugenio Figueredo e o venezuelano Rafael Esquivel.

De acordo com Martino, o ex-presidente da Fifa Joseph Blatter também participou do esquema.