FIFA  Sepp Blatter Michel Platini (foto:Mchael Buholzer/AFP)

Blatter e Platini, agora, estão suspensos por seis anos (foto:Mchael Buholzer/AFP)

LANCE!
24/02/2016
15:11
Zurique (SUI)

O Comitê de Apelações da Fifa reduziu nesta quarta-feira a punição imposta a Joseph Blatter e Michel Platini de oito para seis anos. Os ex-cartolas haviam sido suspensos por infringirem artigos do código de ética da entidade e recorreram da decisão.

De acordo com comunicado do Comitê de Apelações, os recursos de Blatter e Platini foram aceitos nos artigos 21 (suborno e corrupção), ao constatar que não há provas suficientes de que eles quebraram tal conduta. No entanto, eles tiveram o pedido recusado nos artigos 13 (condutas das regras gerais), 15 (lealdade), 19 (conflito de interesses) e 20 (oferecer e aceitar presentes e outros benefícios) do código de ética da entidade máxima do futebol.

- Embora concordando com os princípios e argumentos apresentados pela câmara decisória no cálculo das sanções, o Comitê de Apelação determinou que alguns fortes fatores atenuantes para Platini e Blatter não foram levados em conta quando da determinação da punição. Neste sentido, entre outros, o Comitê de Apelação considerou que as atividade de Platini e Blatter e os serviços que prestaram à Fifa, à Uefa e ao futebol, em geral, ao longo dos anos, merecem o devido reconhecimento como um fator atenuante - explicou o Comitê.

- Assim, depois de cuidadosamente analisar e levar em consideração as circunstâncias atenuantes excepcionais dos casos, determinou-se a redução de um ano da proibição de cinco anos para a violação do artigo 20 foi adequada, e da mesma forma uma redução da proibição de três anos para as outras violações de um ano também foi adequada.

Desta forma, as punições aos ex-dirigentes valem até 8 de outubro de 2021. Platini foi condenado também a pagar uma multa no valor de 80 mil francos (cerca de R$ 320 mil). Já o cartola suíço terá de desembolsar 50 mil francos (R$ 200 mil). Ambos ainda podem recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte, em Lausanne.

Blatter e Platini foram punidos por conta de um pagamento autorizado pelo suíço ao francês no valor de 2 milhões de francos (R$ 8 milhões) por um trabalho realizado entre o fim de 1999 e o início de 2000. No entanto, o valor foi depositado somente em 2011.