LANCE!
20/11/2015
09:20
Madri (ESP)

Este sábado é dia de clássico entre Real Madrid e Barcelona, no Santiago Bernabéu, e o dia pode acabar sendo decisivo para o futuro dos Merengues na temporada. Apesar de a partida valer três pontos pelo Campeonato Espanhol e não decidir o torneio, já existem boatos de que uma derrota em casa pode custar o emprego de Rafa Benítez. Por outro lado, o clube catalão começou com altos e baixos, e agora vive um momento melhor na temporada. Com o possível retorno de Messi, o time pode deslanchar de vez.

Ao olhar para os números do Real Madrid, dificilmente alguém diria que o clube não vive um bom momento. Vice-líder do Campeonato Espanhol, já está classificado para as oitavas de final da Liga dos Campeões, e perdeu apenas uma ver na temporada. Em 15 partidas, são 10 vitórias, 33 gols marcados e apenas sete sofridos.

Porém, a chegada de Rafa Benítez não caiu bem no time. Primeiramente pela saída de Carlo Ancelotti. O italiano era muito querido pelos jogadores. O que ficou mais evidente em um encontro recente em Londres com Cristiano Ronaldo, no lançamento do filme do português. Isso não caiu bem nos corredores do Bernabéu, e ficou evidente que o grupo não apoia totalmente o espanhol.

Aos poucos, notícias de que Rafa pode estar perto de deixar o Real Madrid crescem. Segundo o jornal "Mundo Deportivo", já até há um potencial substituto para o espanhol. O francês Zinedine Zidane, atual técnico do Castilla, o time B dos Merengues, poderia assumir no decorrer da temporada.

Enquanto isso, o Barcelona começou a temporada com o temor de ficar com um elenco enxuto. Saíram peças importantes, como Xavi e Pedro, e o clube não podia contratar, por uma punição da Fifa. Os reforços Arda Turan e Aleix Vidal só podem estrear em janeiro.

E apesar de o momento ser bom, com grandes fases de Neymar e Suárez, a temporada já teve momentos conturbados. Começou com a conquista da Supercopa da Europa, mas na Supercopa da Espanha levou uma goleada de 4 a 0 do Athletic Bilbao. No Espanhol começou bem, mas a derrota por 4 a 1 contra o Celta também pegou mal.

Para piorar, vieram as lesões. Astros como Iniesta, Rakitic e, principalmente, Messi, tiveram que ir ao departamento médico. Com o elenco enxuto, tudo ficou ainda mais difícil. Mas Neymar e Suárez acabaram assumindo a responsabilidade. Em 19 jogos na temporada, o time perdeu três vezes, ganhou 13, e já são 39 gols. Porém, a defesa já levou 23, bem mais que os rivais.