Camarões x Chile

Camarões encara Chile na capital Moscou

LANCE!
17/06/2017
17:22
Moscou (RUS)

Em partida que abre a primeira rodada do Grupo B, o Chile, desfalcado, enfrenta Camarões, pela fase inicial da Copa das Confederações de 2017, na Rússia. A partida será às 15h (de Brasília), na Arena Otkrytie, em Moscou, e tem os sul-americanos como franco favoritos.

Campeões da Copa América em 2015 e 2016 (edição centenária), os chilenos são marinheiros de primeira viagem neste torneio e chegam para a competição como uma das seleções mais fortes, já que estão com o time completo. Além disso, tem uma das camisas mais pesadas, ao lado de Portugal e Alemanha.

A 'La Roja' atravessou nos últimos dois anos o melhor momento de sua história, porém, não tem situação fácil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, ocupando a quarta posição, com 23 pontos.

O técnico Juan Antonio Pizzi, porém, já teve uma péssima notícia para a estreia da competição. O goleiro Claudio Bravo ainda não se recuperou da lesão muscular na panturrilha esquerda e está fora do confronto. Além disso, o destaque da equipe, Alexis Sánchez, não treinou nos últimos dias, fará um teste antes da partida e ainda é dúvida.

- Assistimos a partida de Camarões contra a Colômbia e pudemos analisar os pontos fortes e fracos da equipe. Vamos entrar em campo para propor o jogo e encurralar o adversário na defesa para sair com a vitória - analisou Pizzi em entrevista coletiva.

Campeão da Copa Africana de Nações, os camaroneses chegam pressionados para a disputa. Isso porque a equipe não faz boa campanha nas Eliminatórias da África para a Copa do Mundo de 2018, na qual ocupa a segunda posição no Grupo B com apenas dois pontos em dois jogos. São quatro a menos do que a Nigéria, líder. Apenas o primeiro colocado de cada chave garante vaga no Mundial.

- Quando cheguei a Camarões, há pouco mais de um ano, era uma equipe velha. Queria rejuvenescer ela, era importante, pois via jovens jogadores e de qualidade, adaptados ao futebol moderno. Num torneio de tanto prestígio, é uma chance fantástica para os jogadores. Queremos demonstrar que a vitória na Copa das Nações Africanas não foi acidente - afirmou o técnico Hugo Broos.