Infantino é candidato à eleição na Fifa (Foto: AFP)

Antes de se candidatar, Infantino era conhecido pelas aparições nos sorteios da Uefa  (Foto: AFP)

LANCE!
01/02/2016
21:49
Londres (ING)

Com apoio de nomes de peso do futebol internacional para ocupar a presidência da Fifa, Gianni Infantino apresentou nesta segunda-feira a plataforma eleitoral para o pleito do dia 26 de fevereiro. Em Wembley, em Londres, o atual secretário-geral da Fifa estabeleceu algumas prioridades em caso de vitória.

No evento, o ítalo-suíço contou com as presenças de Roberto Carlos, José Mourinho, Fabio Capello, Seedorf, Toldo, Hierro e Luis Figo. Além dos ex-jogadores e treinadores, ele também tem o apoio declarado da Conmebol.

- Minha visão para a Fifa é baseada em muitas discussões que tive com os líderes de associações que tive nas últimas semanas e meses e essas conversas reafirmaram o pensamento de que a mudança é necessária agora. Temos de aproveitar a oportunidade para alcançar a próxima geração de fãs do futebol e jogadores pelo mundo - declarou o cartola.


O dirigente da Uefa enumerou 11 pontos importantes para a plataforma de governo. O último deles será revelado somente no dia da eleição: entre elas estão indicar um novo secretário-geral da Fifa, dialogar com parceiros comerciais chave para trazer de volta a confiança para o mercado, colocar novo foco em projetos nacionais e regionais para ajudar as associações, lançar o processo para a Copa do Mundo de 2026 e introduzir reformas para o sistema de transferência.

Infantino briga pelo cargo contra o diplomata francês Jérôme Champagne, o empresário sul-africano Tokyo Sexwale, o xeque bahrenita Salman bin Ebrahim al-Khalifa, e o príncipe da Jordânia, Ali bin Hussein.