RADAR/LANCE!
08/04/2016
00:01
Arequipa (PER)


O Colo Colo não pode reclamar da sorte. Nesta quinta-feira, fora de casa, em Arequipa, na partida que fechou a quinta rodada do Grupo 6 da Libertadores - o mesmo do Atlético Mineiro - contra o fraquíssimo campeão peruano Melgar, o time chileno só manteria as suas chances se vencesse. E mesmo jogando muito mal, saindo atrás do placar,  vendo o rival perder três gols feitos em sequência e contando com o goleiro Garcés inspirado nos minutos finais, ainda assim achou a vitória por 2 a 1 graças a dois gols de Paredes em cruzamentos de Beausejour.

O resultado deixou o Colo Colo precisando apenas de seus esforços para conseguir a classificação às oitavas de final. Com oito pontos, o time precisará vencer em Santiago, na última rodada, o Independiente del Valle do Equador, que tem dez pontos e divide a ponta com o Atlético Mineiro. O Galo, por dua vez,  enfrentará o Melgar em casa e está com a classificação quase assegurada. A única possibilidade de eliminação: vitória do Colo Colo, que iria para 11 pontos; e o time mineiro ser derrotado pelo lanterna (que perdeu todos os jogos) de uma maneira que terminasse atrás do Del Valle no saldo de gols. Por exemplo: vitória do Colo Colo por 1 a 0 e derrota do Galo por 3 a 0. Quase improvável.


O JOGO

Como só a vitória interessava e o rival, mesmo jogando em casa, era muito frágil, o Colo Colo foi para cima e durante todo o primeiro minuto dominou o jogo. Porém, sempre muito nervoso, foi muito mal nas finalizações. Praticamente, só ofereceu perigo em três chutes de fora da área de Paredes, um deles no travessão. O Melgar até que teve espaços, mas não assustava. Assim, a primeira etapa ficou no 0 a 0.

No segundo tempo, o Colo Colo voltou dormindo na defesa e o Melgar chegou cinco vezes na cara do gol. Aos dois minutos, após cruzamento da direita, Cueva cabeceou livre, mas mandou nas mãos do goleiro Garcés. Aos três, após falha de Valdez, Cuevas recebeu pela esquerda, se mandou e tocou para fazer o primeiro gol do Melgar.

O massacre do time que era muito inferior tecnicamente continuou. Aos sete, Santamaria cobriu uma falta com rapidez, a defesa do Colo Colo ficou parada e Fernández, livre dentro da área, chutou para fora. Aos 22, Fernández mais uma vez ficou livre para marcar, mas chutou para fora, perdendo chance incrível.

Apenas a partir  daí foi que o Colo Colo voltou ao jogo. Beasejour, titular da seleção chilena e que fazia péssima partida, começou a ser acionado na ala esquerda. Em um de seus avanços, aos 23, fez cruzamento perfeito na segunda trave, para Paredes cabecear e empatar a partida. Aos 26, Beasejour mostrou toda a sua qualidade ao cortar a marcação, chegar ao fundo e cruzar. A zaga rebateu e o veterano Paredes, na marca do pênalti, pegou de primeira, um sem pulo, para fazer o seu segundo gol e virar o jogo para os chilenos.

Entre os 30 e 40 minutos o jogo ficou aberto, com os times com boas chances. Porém, nos minutos finais o Colo Colo se fechou atrás  e passou muito sufoco. Aí o destaque foi o goleiro Garcés, com três belas defesas, para alegria dos cerca de cinco mil  torcedores do Colo Colo que foram até o Peru para prestigiar o time e saíram comemorando. O sonho da classificação está vivo.