LANCE!
14/06/2017
15:57
Rio de Janeiro (RJ)

A Copa do Mundo de 2018 terá a sua primeira partida daqui a exatamente um ano. No cenário atual, apenas duas seleções, além da anfitriã Rússia, estão credenciadas à disputa do Mundial: Brasil e Irã.

No fim de março, a Seleção Brasileira confirmou a vaga após uma arrancada excepcional com a chegada do técnico Tite, que substituiu Dunga após a Copa América Centenário, em 2016. A garantia veio com oito vitórias consecutivas do Brasil sob o comando do novo treinador, liderando, com folga, as Eliminatórias.

Na última segunda-feira, foi a vez do Irã carimbar o passaporte. A seleção asiática bateu o Uzbequistão, por 2 a 0, fazendo com que não pudesse mais ter seu primeiro posto alcançado no Grupo 1 das Eliminatórias. Treinado pelo português Carlos Queiroz, o Irã vai participar da Copa pela quinta vez em sua história - a segunda de forma consecutiva. 

Donos da casa, os russos, que não vivem uma fase estável, terão um importante teste a partir deste fim de semana. Isso porque, a Copa das Confederações começará a ser disputada, com a Rússia, treinada Stanislav Cherchesov, pelo ex-goleiro , como o único país que está na briga e nunca levantou um caneco. A aguardar o rendimento dos mandantes. 

SITUAÇÕES (BOAS E RUINS) ELIMINATÓRIAS AFORA

EUROPA

Alemanha x San Marino
A Alemanha está com um pé na Copa (Foto: CHRISTOF STACHE / AFP)

Nas Eliminatórias da Europa, a pausa foi dada após a realização da sexta rodada, ou seja, restando quatro jogos para cada equipe. Até o momento, a Alemanha (Grupo C), com 100% de aproveitamento, é o país que está melhor encaminhado - podendo, inclusive, garantir vaga já na próxima rodada. 

No Velho Continente, também cabe destacar a disputa, rodada a rodada, entre as gigantes Espanha e Itália, ambas no Grupo G. As duas seleções estão com 16 pontos, mas a Fúria lidera no quesito saldo de gols, deixando a Azzurra, até aqui, com uma vaga na repescagem.

No Grupo A, a Suécia, surpreendentemente, lidera, seguida por França e Holanda (10 pontos), decepção até o momento, com três pontos de desvantagem para os dois primeiros. Abre o olho, Laranja Mecânica. 

AMÉRICA DO SUL

Treino Argentina - Sampaoli
Agora com Jorge Sampaoli, a Argentina tem a missão de entrar na zona de classificação direta (Foto: Reprodução/Twitter)

Em nosso continente, a tabela está embolada e imprevisível. Caso a Copa do Mundo começasse hoje, as seleções classificadas, além da confirmada Brasileira, seriam Colômbia (24 pontos), Uruguai (23) e Chile (23). Com 14 jogos (de 18) já realizados, a Argentina, com 22 pontos, se encontra na zona de repescagem - um confronto contra o campeão da Oceania.

AMÉRICAS CENTRAL E DO NORTE

México x EUA
México é o país mais bem encaminhado na Concacaf 

As Eliminatórias da Concacaf já se encontram no hexagonal final e a quatro rodadas do fim. Quem lidera é o México, que vem de ótima campanha desde a chegada do técnico Juan Carlos Osorio, ex-São Paulo, e invicto na atual fase. A vaga está muito próxima para os mexicanos. 

Nas segunda e terceira colocações, que dão passaportes de forma direta, estão Costa Rica (11 pontos) e Estados Unidos (oito pontos). Em quarto lugar (zona de repescagem) aparece o Panamá, com sete pontos, uma ameça real aos favoritos EUA, em ascensão com o treinador Bruce Arena.

ÁSIA

Iraque x Japão
Japão lidera o Grupo 2 e segue como favorito à vaga (Foto: AFP)

Nas Eliminatórias asiáticas, a disputa está ferrenha, tanto para vaga direta (as duas primeiras posições de cada grupo), quanto para a repescagem (terceiro lugar). No Grupo A, Coreia do Sul (2º) e Uzbequistão (3º) estão forte no páreo, enquanto no B, Japão (1º), Arábia Saudita (2º) e Austrália (3º) são os principais aspirantes. 

A grande decepção fica por conta da China. Comandada pelo italiano Marcello Lippi, a seleção chinesa é a lanterna do Grupo A, praticamente sem chances de ir à Rússia. A surpresa, no entanto, fica por conta da Síria, que, mesmo com a guerra civil que assola o país, tendo que mandar jogos na Malásia, ainda sonha com uma vaga, ainda que na repescagem da primeira chave. 

ÁFRICA

Camarões foi uma decepção em campo, sendo facilmente dominado
Seleção camaronesa vem decepcionando em campo (Foto: JAVIER SORIANO / AFP)

No continente africano, a grande surpresa negativa da fase de grupos é a seleção de Camarões. Atuais campeões da Copa Africana de Nações, os Leões Indomáveis estão apenas na segunda colocação do Grupo B, com quatro pontos atrás da Nigéria - líder e, até aqui, a única classificada da chave. 

Em exercício de cogitação, os classificados, no caso de a bola rolar na Rússia nas próximas horas, seriam RD Congo (Grupo A), Costa do Marfim (Grupo C), Burkina Faso (Grupo D) e Egito (Grupo E), além da já citada Nigéria - todas as seleções muito bem encaminhadas, restando quatro rodadas para o fim.

OCEANIA

Nova Zelândia x Fiji
Nova Zelândia é franca favorita na final (Foto: Reprodução/Twitter Fifa)

O classificatório da Oceania é o único que não dá uma vaga direta à Copa do Mundo. Com isso, os dois últimos times, que são Nova Zelândia e Ilhas Salomão, fazem a final (em dois jogos) para saber quem encara o quinto colocado das Eliminatórias da América do Sul.