Gaitan - Argentina (foto:AFP)

Gaitán entrou no lugar de Messi e depois de Di María (foto:AFP)

LANCE!
13/06/2016
20:44
Seattle (EUA)

Classificada para as quartas de final da edição centenária da Copa América com uma rodada de antecipação, a Argentina precisa de apenas um empate diante da Bolívia para confirmar a primeira colocação no Grupo D da competição, nesta terça-feira, às 23h (horário de Brasília), em Seattle (EUA). Já o adversário dos hermanos está eliminado e entra em campo apenas para cumprir tabela.

Na Argentina, o técnico Gerardo Martino estuda colocar uma equipe alternativa para poupar os craques e evitar perder algum jogador na fase de mata-mata por acúmulo de cartões amarelos. Rojo, Mascherano, Augusto Fernández e Gaitán estão pendurados. O último da lista não se importa em correr riscos.

- Ser titular não me surpreende. Quero estar entre os 11 novamente. Nem que seja por somente cinco minutos. Estou jogando em alto nível
há seis anos e disputando sempre a Liga dos Campeões da Europa. A torcida está surpresa porque o Campeonato Português não costuma ser
transmitido para a Argentina – afirmou o ex-jogador do Benfica, substituto de Messi e Di María durante a Copa América e muito elogiado após boas apresentações.

Para o jogo de hoje, Martino só não poderá escalar Di María, acometido por um edema muscular durante a goleada sobre o Panamá por 5 a 0, na última sexta-feira. O volante Biglia e o meia Pastore estão em processo de recuperação de lesões e ainda são dúvidas.

A ideia inicial de Martino é não arriscar com os pendurados. Em contrapartida, ele sabe que muitas mudanças podem mexer em uma estrutura sólida que dá resultados.