Felipão - Técnico do Guangzhou Evergrande

Felipão no banco em jogo do Guangzhou Evergrande, da China  (Foto: AFP / KAZUHIRO NOGI)

RADAR/LANCE!
25/07/2016
17:12
São Paulo (SP)

Luis Felipe Scolari ficará para sempre marcado na história da Seleção Brasileira. Pouco mais de dois anos após a eliminação diante da Alemanha, por 7 a 1, na Copa do Mundo de 2014, o treinador, atualmente no Guangzhou Evergrande, da China, comentou sobre o episódio que decretou o término de sua segunda passagem na Seleção.

- Foi um desastre contra a Alemanha. Não tem como explicar, não tem como fazer diferente. Eu penso até hoje que iria usar os mesmos jogadores, a mesma tática. O que aconteceu foi um desastre e o responsável sou eu. Às vezes as pessoas não entendem, mas é assim - falou Felipão, em entrevista à FIFA TV.

Felipão também comentou sobre os bons momentos, relembrando o período que dirigiu o Brasil, em 2002, no Japão, quando a Seleção conquistou o pentacampeonato mundial.

- A celebração, a comemoração das pessoas teve um grande impacto sobre mim. Nós conseguimos, não era impossível. Foi a melhor viagem de volta de toda a história - contou, se referindo ao jogo decisivo diante da Alemanha. 

Por fim, Scolari falou sobre como tem encarado o desafio de comandar o Guangzhou Evergrande, equipe que está à frente desde o ano passado.

- Eu estou muito satisfeito, vivo muito bem aqui, as pessoas são amigáveis, estou feliz. Acho que ficaria por mais tempo aqui. Percebi que era hora de aceitar o convite e isso fez com que eu olhasse o futebol daqui de uma forma diferente. Foi a melhor coisa da minha vida que aconteceu até o momento. Eu quero conquistar todos os campeonatos que disputar - finalizou Felipão. 

No Campeonato Chinês, a equipe de Felipão é líder, com 45 pontos e sete de vantagem do segundo colocado, Jiangsu Suning. Nesta terça, o Guangzhou volta a campo para tentar aumentar a vantagem no Chinês. A equipe recebe o Beijing Guoan FC, às 8h35, no Tianhe Stadium.