Alexandre Pato tinha troca o Internacional pelo Milan. Sequer conseguiu disputar uma Copa do Mundo até hoje. Depois do Milan, Pato retornou ao Brasil, jogou por Corinthians e São Paulo, retornou ao futebol europeu, e hoje defende o Tianjin Quanjian, da Ch

Alexandre Pato (Foto: STR / AFP)

LANCE!
25/05/2018
19:54
Tianjin (CHN)

O atacante Alexandre Pato é só amores ao Milan, clube que defendeu entre 2007 e 2012, conquistando um Italiano na época. Hoje, no Tianjin Quanjian, da China, ele diz que não recusaria retornar ao clube Rubro-Negro, de onde saiu para jogar pelo Corinthians.

- Sou apaixonado pelo Milan e por Milão, tenho mais um ano e meio de contrato aqui (na China), mas se eles me chamassem, eu não poderia dizer não - comentou, em entrevista à revista Gazzetta dello Sport. 

Depois do Corinthians, jogou ainda pelo São Paulo, teve uma curtíssima passagem pelo Chelsea, Villarreal e está desde janeiro do ano passado no clube chinês. De longe, ele diz que ainda acompanha o time de Milão e que fica triste com a situação do clube, que foi vendido recentemente, mas ainda não conseguiu retomar os dias de glória. 

Nesta temporada, o MIlan terminou em sexto, abocanhando uma das vagas da Liga Europa, mas ficou muito distante da Champions. A classificação à segunda principal competição europeia ainda pode ser retirada, como uma suspensão da UEFA pelo clube não ter conseguido provar o Fair Play de 2017/2018. E ele lamenta a situação dos rossoneros: 

- Me machuca saber que o Milan ainda está fora da disputa do torneio mais importante da Europa – a Champions League -, mas o clube mudou bastante nos últimos anos. Voltar ao topo não é tão simples. A classificação para a Europa League já é um primeiro passo. Gattuso deu uma levantada e ter renovado seu contrato foi a escolha certa - finalizou.