Chelsea x Manchester United

Mata, hoje no Manchester United, voltou a encontrar o Chelsea, seu ex-time (Foto: IAN KINGTON/AFP)

Thiago Correia
07/02/2016
15:54
Londres (ING)

Se neste sábado os dois maiores campeões da Segunda Divisão - Manchester City e Leicester - fizeram o duelo pela liderança da elite, neste domingo, os grandes vencedores da era moderna da Premier League também se enfrentaram. Porém, para posições mais modestas. No Stamford Bridge, o Chelsea recebeu o Manchester United, e ia perdendo até os 46 minutos do segundo tempo, mas Diego Costa foi buscar o resultado e o jogo ficou no empate em 1 a 1.

Com este resultado, o Manchester United permanece na quinta posição, agora com 41 pontos, e vê a zona de classificação para a Liga dos Campeões mais longe. O Manchester City, que está em quarto, tem 47. O West Ham, que vem abaixo, tem 39. O Chelsea permanece na segunda metade da tabela. É o 13º com 30. Na próxima rodada, os Red Devils pegam o Sunderland fora, enquanto os Blues recebem o Newcastle.

Os dois times tinham os seus setores centrais bem povoados. Que se encaixaram em suas marcações. As principais jogadas dos dois lados surgiam de jogadas individuais com velocidade. Do lado do United com Martial, e do Chelsea com Willian ou Oscar. O United começou melhor, mas só conseguia finalizar de longe.

A primeira grande chance foi justamente em jogada individual de Martial, que cortou para dentro e chutou bonito, obrigando Courtois a fazer linda defesa. O Chelsea só foi ter uma chance aos 28 em escanteio. Em que Ivanovic cabeceou bonito e De Gea fez boa defesa. Mas foi bom para o Chelsea se soltar.

Pouco depois Oscar ficou na cara do gol, mas isolou. O brasileiro teve outra oportunidade após linda jogada de Willian na linha de fundo, mas o camisa 8 não alcançou, e o Chelsea terminava o segundo tempo superior.

Na volta do intervalo, quem veio melhor foi o United. Em menos de 10 minutos, Courtois teve que fazer grandes defesas. Rooney, Martial e Lingard quase abriram o placar na pressão inicial. A resposta de Guus Hiddink foi tirar Oscar e colocar Hazard. Na sequência, a impressionante lesão de Zouma, que teve que sair imediatamente para entrar Cahill.

Com a bola rolando novamente, o United voltou buscando o gol, e enfim saiu. E foi com muita participação coletiva. Antes de a bola ir para a área, ela passou por Martial, Mata, Jackson, até que Rooney ajeitou a bola para Lingard, que girou bonito para enfim alguém conseguir vencer Courtois.

Para soltar o time de vez, Hiddink tirou Matic para colocar Pedro. Veio uma ótima chance logo depois. Willian abriu para Fàbregas, que cruzou para Azpilicueta. O lateral não acertou e Ivanovic buscou um lindo voleio, para defesa espetacular de De Gea. Não demorou muito para o goleiro brilhar de novo em chute forte de Fàbregas.

No início dos acréscimos, o United teve chance de matar o jogo, mas a tamanha insistência do Chelsea foi mais forte. A defesa do Manchester dormiu, Diego Costa recebeu, fugiu da marcação, driblou o goleiro De Gea e guardou. Ainda faltavam quatro minutos e os Blues foram mais efetivos para buscar a vitória. Mas ficou na igualdade.

CONFIRA A 25ª RODADA DO CAMPEONATO INGLÊS
Sábado

Manchester City 1x3 Leicester
Aston Villa 2x0 Norwich
Liverpool 2x2 Sunderland
Newcastle 1x0 West Bromwich
Stoke 0x3 Everton
Swansea 1x1 Crystal Palace
Tottenham 1x0 Watford
Southampton 1x0 West Ham

Domingo
Bournemouth 0x2 Arsenal
Chelsea 1x1 Manchester United