Mourinho reclama com arbritragem no jogo contra o Liverpool (Foto: Ian Kington / AFP)

Mourinho balança no comando do Chelsea (Foto: Ian Kington / AFP)

LANCE!
04/11/2015
10:19
Mônaco (FRA)

Com a má fase do Chelsea, o técnico José Mourinho está com o emprego ameaçado. Na sequência disso, o acionista minoritário do Monaco, Alessandro Proto, chegou a dizer que poderia pagar 35 milhões de libras (R$ 203,3 milhões) do próprio bolso para tirar o português do Chelsea e levá-lo ao Principado. Porém, de acordo com ele próprio, Roman Abramovich, dono dos Blues, não só recusou a investida em reunião nesta semana, como pediu mais do que o dobro deste valor para concordar.

- Oferecemos 35 milhões de libras para ter o treinador imediatamente, mas o preço solicitado foi de 71 milhões de libras (R$ 412,4 milhões) e o valor parece exagerado - disse o dirigente em comunicado enviado a alguns veículos de comunicação europeus, citando ainda que existem clubes de Espanha, França e Estados Unidos dispostos a negociar com Abramovich.

Após conquistar o título do Campeonato Inglês na temporada passada, o Chelsea está longe de repetir o desempenho neste ano. Os Blues ocupam apenas a 15ª posição com 11 pontos após 11 rodadas. Na Liga dos Campeões, a equipe está na terceira posição do Grupo G e pega o Dínamo de Kiev nesta quarta-feira, justamente o time que está na sua frente na tabela.

Já o Monaco, comandado por Leonardo Jardim, compatriota de José Mourinho, derrotou o Angers no último fim de semana e está na sexta colocação do Campeonato Francês.