Thiago Correia
21/02/2016
14:49
Londres (ING)

Antes do jogo deste domingo entre Chelsea e Manchester City, Manuel Pellegrini, técnico dos Citizens, que tem sofrido com lesões de seus jogadores, admitiu que poderia preservar alguns nomes. Ele levou isso muito a sério e colocou um time recheado de jovens para o clássico válido pela Copa da Inglaterra. As promessas até foram bem, mas os Blues, que tinham força máxima, se impuseram e venceram no Stamford Bridge por 5 a 1 e passaram às quartas de final da FA Cup.

Na quarta-feira, o City visita o Dínamo de Kiev. E com as lesões e a maratona que o time passa, Pellegrini utilizou cinco jogadores que ainda estão no processo de profissionalização, além de Iheanacho, de apenas 19 anos e que já vem tendo oportunidades no time de cima. Do outro lado, Guus Hiddink não quis nem saber e utilizou força máxima no clássico.

Apesar da derrota, o Manchester City mostrou bons momentos, e acabou perdendo mais pela falta de experiência dos seus jogadores de frente do que por falta de qualidade. Pellegrini resolveu utilizar uma defesa mais cascuda, com Caballero, Zabaleta, Demichelis, Kolarov, e Tosin, este último o único jovem do setor. Além do volante brasileiro Fernando.

Se Pep Guardiola, futuro técnico do City, viu o jogo, já pode se animar com alguns desses jovens. Logo ele, que adora utilizar garotos. Faupala apresentou-se bem logo no início, deixando Cahill no chão e quase abrindo o placar. Os Citizens estavam, dentro de suas possibilidades, organizados. Manu Garcia e Iheanacho foram outros que se destacaram.

Mas o Chelsea era superior. Mais posse e mais chances criadas. Foi ser efetivo aos 34. Fàbregas acertou lindo lançamento para Hazard, que deixou Diego Costa na boa para marcar. O empate veio logo na sequência. Após boa troca de passes, Iheanacho foi à linha de fundo, Azpilicueta cortou errado e Faupala marcou.

Na volta do intervalo, o Chelsea veio decidido a não dar mais chances para o City cheio de meninos e resolver o jogo de uma vez. Hazard recebeu perto do bico da área, viu Willian avançar, tocou, o brasileiro dominou e bateu para marcar.

Logo depois, Fernando não cortou a bola para longe e sobrou para Cahill, que chutou com firmeza e fez. Um pouco mais tarde, Hazard fez mais um em cobrança de falta, e a partida estava decidida de vez. Mesmo assim, os garotos do City, que jogavam sem pressão, demonstravam ousadia. Iheanacho até arriscou um chute de calcanhar para tentar fazer o gol.

Mesmo assim, o experiente Demichelis seguia fazendo uma partida desastrosa e fez um pênalti. Oscar, que tinha entrado alguns minutos antes, cobrou e Caballero defendeu. Já no fim, Traore, jovem do Chelsea que entrou no decorrer do jogo, fez um gol meio esquisito, de costas com a cabeça, encobrindo o goleiro argentino.

Além do Chelsea, já estão classificados para as quartas de final da Copa da Inglaterra: Reading, Watford, Everton, West Ham e Crystal Palace. O Manchester United visita o Shrewsbury nesta segunda-feira, e Arsenal e Hull fazem replay, já que empataram neste sábado.