Casillas recebe condecoração na Espanha (Foto: Divulgação)

Casillas recebe condecoração na Espanha (Foto: Divulgação)

LANCE!
10/11/2015
16:02

Um dos maiores ídolos da história do futebol espanhol e do Real Madrid, o goleiro Casillas, atualmente no Porto, ganhou nesta terça-feira uma das principais honrarias do seu país. O jogador ganhou, das mãos do presidente do governo Mariano Rajoy, a Grã-Cruz da Real Ordem de Mérito Desportivo no Palácio da Moncloa, em Madrid. O capitão da Fúria demonstrou humildade ao receber o prêmio, que foi aprovado pelo Conselho de Ministros, e agradeceu a todos os que confiaram nele ao longo da carreira.

- Não sei se sou merecedor desta medalha, mas recebê-la é algo muito especial, enche-me de orgulho e satisfação. Ao longo da minha carreira dediquei todos os meus esforços àquilo que me faz feliz. Senti sempre o carinho dos torcedores, ri e chorei, mas sempre com satisfação - disse Casillas durante o evento, lembrando que ainda tem muito a dar, agora ao Porto e à seleção:

- Gostaria que, quando terminar a carreira, ainda que faltem alguns anos, lembrem de mim como uma pessoa que tentou ajudar a sociedade. Espero, nestes anos, dar aos torcedores do Porto e da seleção espanhola muitas alegrias.

Aos 34 anos, Casillas chegou ao Real Madrid em 1990 e foi para o time principal em 1999. Pelos Merengues, conquistou 18 títulos, incluindo três Ligas dos Campeões e cinco Campeonatos Espanhóis. Pela seleção, é o jogador com mais partidas, 164, e levou duas Eurocopas e uma Copa do Mundo. Por tudo isso, ganhou muitos elogios de Rajoy.

- Todos sabem quem é Casillas e por que é condecorado. É um dos atletas mais queridos e premiados da história da Espanha, que está agora no Porto, mas que sempre esteve ligado ao Real Madrid e à selecção espanhola. Ganhou tudo o que podia ganhar. No entanto, o mais importante é que, além de um grande desportista, é uma pessoa comprometida com as ações sociais, pelo que a condecoração é entregue pelos seus valores desportivos, mas também humanos. Por tudo isso, é muito merecida - disse o político.