Mário Boechat
01/04/2016
09:10
Madri (ESP)

A boa temporada no Porto na temporada 2014/15 colocou Casemiro em um outro patamar na carreira. Destaque do time português, ele voltou à Espanha após o Real Madrid ativar a cláusula de recompra. Em entrevista ao LANCE!, o volante credita a sua evolução nos Dragões ao técnico Julen Lopetegui.

Julen Lopetegui (Foto: Miguel Riopa/AFP)
Julen Lopetegui foi elogiado por Casemiro (Foto: Miguel Riopa/AFP)

- Sou muito grato ao Lopetegui, pois foi um treinador que apostou muito em mim e me passou muita confiança. Com ele, consegui me firmar na equipe do Porto e ganhei ainda mais projeção no futebol europeu. Ele me ajudou a evoluir nas partes tática e técnica. Desejo a ele um grande futuro e serei sempre agradecido a ele.

Na volta ao Real Madrid, Casemiro teve seu primeiro contato com Rafa Benítez. No entanto, essa relação durou pouco, uma vez que o comandante foi demitido em janeiro e deu lugar a Zidane. Além da oscilação do time, o ex-treinador era acusado de não ter bom entendimento com alguns medalhões do elenco, como Cristiano Ronaldo e Sergio Ramos. Mas o brasileiro garante não ter presenciado nada de anormal.

Rafa Benítez não liga para as vaias da torcida do Real (Foto: Javier Soriano / AFP)
Benítez ficou só até o início de janeiro (Foto: Javier Soriano / AFP)

- Eu nunca vi qualquer tipo de problema no grupo. Eu posso dizer por mim: sempre respeitei meus treinadores, e nunca tive problema com ninguém. No futebol, essas mudanças de treinadores são normais. Cabe a nós jogadores respeitar as decisões do clube e procurar fazer o nosso trabalho da melhor maneira possível. Desejo a ele um grande futuro, pois é um ótimo profissional.

Em meio ao turbilhão, Zidane assumiu o Real e Casemiro seguiu tendo algumas chances como titular. Mas a fase do Real Madrid não melhorou tanto quanto a diretoria imaginava. Atualmente, a equipe está em terceiro, a dez pontos do Barcelona no Campeonato Espanhol.

Zidane - Treino do Real Madrid
Zidane é o técnico do Real (Foto: Pierre-Philippe Marcou / AFP)

- O problema é que estamos em uma situação em que só podemos ganhar ou ganhar. Qualquer outro resultado é visto como desastre. Nos últimos dez jogos, o Real Madrid ganhou oito, mas só falam dos outros dois que o time não venceu. Sabemos que temos muito a melhorar, temos a consciência disso. Estamos trabalhando duro no dia a dia. Temos muito respeito pela nossa torcida, pela camisa que vestimos e sabemos que precisamos lutar para melhorar cada dia mais. Ninguém duvide que o Real Madrid sempre volta - disse Casemiro, que acredita que as críticas sobre o francês são exageradas.

- Ele é um grande treinador e tem nosso total respeito. Um clube gigante como o Real Madrid sempre vai estar sujeito a cobranças. Todos estamos juntos, jogadores, comissão técnica e diretoria. Se ganhamos, ganhamos todos. Se perdemos, perdemos todos.

Casemiro do Real Madrid contra o Sevilla
Casemiro atuou em 25 jogos na temporada (Foto: AFP)

Casemiro afirma que tanto Rafa Benítez quanto Zidane foram importantes para o seu crescimento no Real Madrid. No entanto, o brasileiro não quis fazer comparações.

- Ele é um grande treinador e tem nosso total respeito. Um clube gigante como o Real Madrid sempre vai estar sujeito a cobranças. Todos estamos juntos, jogadores, comissão técnica e diretoria. Se ganhamos, ganhamos todos. Se perdemos, perdemos todos.