HOME - Salvador Cabanas - America do Mexico (Foto: /Henry Romero/ REUTERS)

Cabañas, nos tempos de América, do México (Foto: /Henry Romero/ REUTERS)

RADAR/LANCE!
17/09/2016
10:56
Madri (ESP)

Em seu auge na carreira, Salvador Cabañas levou um tiro na cabeça, que lamentavelmente o fez largar o futebol, em 2010. Pouco menos de dois anos antes, ele ficou famoso no Brasil por eliminar o Flamengo da Libertadores, ao brilhar na vitória do América-MEX por 3 a 0, no Maracanã.

Agora, quase sete anos depois do acidente, ocorrido quando ele saía de uma boate, o ex-atacante da seleção paraguaia contou quais são seus planos. E envolve o futebol.

- Hoje eu quero ser técnico. Gosto da função e estou começando a desempenhá-la. Eu cumpro todos os requisitos que tenho me proposto e espero me sair bem. Quero chegar algum dia a ser um bom técnico e, por que não, dirigir a seleção de meu país - disse Cabañas, que já treinou o modesto Patria Guaraní, do Paraguai, ao jornal espanhol "Marca".

Cabñas está em Madri, onde será homenageado pela comunidade paraguaia na Espanha. Na entrevista ao principal diário esportivo da cidade, o ex-jogador, aos 36 anos, revelou que esteve prestes a assinar com o Manchester United.

- Estive em contato com o Manchester United e estava prestes a me transferir quando fui atingido pelo tiro na discoteca. Houve propostas para assinar, mas o América-MEX não queria me vender e, como eu estava acostumado com a equipe, deixou a decisão com eles - disse.  

Cabañas vestiu a camisa do Tanabi (SP) por um jogo. Foi em 2014, em empate por 2 a 2 contra o Grêmio Barueri
Cabañas vestiu a camisa do Tanabi (SP) por um jogo. Foi em 2014, em empate por 2 a 2 contra o Grêmio Barueri (Foto: Arquivo L!)