Mário Boechat
13/02/2016
08:00
Ilha da Madeira (POR)

O Sporting entra em campo neste sábado com a missão de permanecer na liderança do Campeonato Português. Fora de casa, os Leões encaram o Nacional, que está na parte inferior da tabela. Engana-se, porém, que os três pontos estarão garantidos para o time da capital. Na Ilha da Madeira, a confiança pelo triunfo sobre o gigante é grande.

Um dos destaques do Nacional na temporada, o meia Nenê Bonilha, ex-Corinthians, reconhece que encarar o Sporting será osso duro de roer. Mas garante que atuar no Estádio da Madeira será um fator importante para sair vencedor.

- Vai ser um jogo bem difícil, o Sporting está vivendo um bom momento no campeonato. Mas o Nacional, mesmo não estando bem na classificação, está melhorando a cada dia. Será um jogo complicado, mas temos a vantagem de atuar em casa, diante da nossa torcida. Espero fazer uma boa partida e somar pontos - disse Bonilha, referindo à 15ª colocação do Nacional no Campeonato Português.

O otimismo do jogador tem sentido. No primeiro turno, no Alvalade, o Sporting só conseguiu vencer por 1 a 0 graças a um gol de Montero, aos 41 minutos do segundo tempo.

- No primeiro turno, levamos um gol no fim. Os confrontos aqui em Portugal são definidos nos detalhes. Se você olhar bem, é tudo muito parecido. Quem errar menos, acaba se sobressaindo em relação ao adversário. Temos de jogar procurar errar menos para sair com a vitória sobre o Sporting.

Por outro lado, o técnico do Sporting, Jorge Jesus, também confia na vitória para se manter na liderança do Campeonato Português. Ele disse que não está preocupado com o resultado no clássico entre Benfica e Porto.

- Clássico? O mais importante para nós é ganhar na Madeira. Nós não estamos preocupados com os nossos rivais.

ILHA DA MADEIRA TEM HISTÓRICO DE PROBLEMAS

Os Leões ainda podem enfrentar um outro adversário 'de peso' na Ilha da Madeira. O forte nevoeiro que vez por outra atinge a cidade é um grande obstáculo para os times que viajam para visitar o Nacional e o União, outro time local. Benfica e Porto já sofreram nesta temporada e tiveram que terminar suas partidas no dia seguinte.

Nevoeiro - Nacional x Benfica (Foto: Rui Silva / AFP)
Jogo Nacional x Benfica chegou a ser adiado (Foto: Rui Silva / AFP)

- O único local em que o jogo é transferido é no campo do Nacional. Nosso estádio fica no alto da montanha. Começou a escurecer e a esfriar, a neblina toma conta. Os times que vêm aqui devem ficar p...: 'Vai em um dia e tem que terminar a partida no outro'? De resto, é tranquilo - comentou o jogador.

RODÍZIO FOI O PRINCIPAL OBSTÁCULO NO NACIONAL

Incomum no Brasil, mas corriqueiro na Europa. Os técnicos dos clubes do Velho Continente adotam um estilo de revezarem os jogadores para dar ritmo de jogo a todos do elenco, além de dar descanso para os que frequentemente são titulares.

No entanto, esse foi o principal problema nos seis primeiros meses de Nenê Bonilha no Nacional. O técnico Manuel Machado segue à risca a tendência europeia e pegou o brasileiro de surpresa.

Nene Bonilha - Nacional
Nenê Bonilha em ação pelo Nacional (Foto: Divulgação)

- O que estava com dificuldade de me acostumar é com relação ao estilo dos treinadores. Por exemplo: jogo três partidas como titular, sou muito elogiado pela imprensa, um dos melhores em campo e, de uma hora para outra, o técnico troca o time todo e fico no banco. No começo, achava estranho e ficava bravo porque queria estar sempre jogando. Só que vi que não é nada pessoal, eles fazem isso diariamente. Dificilmente um atleta joga muitas partidas seguidas como titular. Ainda bem que venho conseguindo uma sequência boa, mas mesmo assim, em alguns jogos, fico como suplente.

NENÊ BONILHA TEM BONS NÚMEROS EM PORTUGAL

O meia Nenê Bonilha atuou em 23 partidas com a camisa do Nacional. Destas, 14 foram como titular. O jogador contribuiu ainda com duas assistências para os companheiros.

- Graças a Deus estou conseguindo fazer o meu trabalho bem feito e espero poder ajudar cada vez mais o Nacional. Já ouvi alguns boatos que eu poderia sair, mas procuro deixar isso para eles e fazer o meu trabalho. Se eu fizer direito, vai aparecer coisas boas. Fico feliz de ouvir pela imprensa, por empresário, mas com pé no chão para ajudar o Nacional.