Gustavo Brasil

Gustavo Brasil durante treinamento com as crianças do Florida Rush Soccer (Foto: Arquivo pessoal)

RADAR/LANCE!
26/04/2016
16:29
Orlando (EUA)

Quando chegou aos Estados Unidos, em 2013, para comandar as equipes masculinas de base do Florida Rush Soccer, Gustavo Brasil não imaginava alcançar tamanho sucesso. Aos 39 anos, o carioca foi indicado para ser o representante da Flórida na disputa do “Top Soccer Coach Award”, que numa tradução livre significa Prêmio de Melhor Treinador de Futebol.

É a primeira vez que um técnico brasileiro concorre a esse prêmio. Caso Gustavo  conquiste a vaga regional, vai para a disputa com outros três treinadores, de outras três regiões.

- Essa indicação foi a coisa mais importante que já aconteceu na minha carreira. Esse é o principal prêmio dos Estados Unidos para quem investe seu conhecimento, seu tempo e seu amor ao esporte na formação de atletas. É uma honra muito grande representar o meu país numa premiação tão relevante - afirmou o treinador, que soma 21 títulos conquistados na carreira. 

A história de Gustavo Brasil no futebol começou cedo. Aos 8 anos, entrou para as categorias de base do Flamengo e teve passagens por Bangu e Bonsucesso, Após encerrar a carreira de atleta,  saiu da função de comandado e passou a ser comandante. O carioca foi coordenador da Escola de Futebol Roberto Dinamite e passou 13 anos trabalhando ao lado de Zico, tanto nas categorias de base do CFZ, quanto nos projetos sociais e competições organizadas pelo Galinho, como a Copa Zico e a Copa da Amizade.

- O conhecimento adquirido nesses 13 anos ao lado do Zico foi muito importante para o trabalho que realizo hoje. Foi um período onde pude aprender muito ao lado de um dos grandes ídolos do futebol brasileiro e mundial - elogiou o treinador das equipes masculinas do sub-12 e sub-18 e coordenador de atacantes de todas as categorias do Florida Rush Soccer.

A relevância de Gustavo Brasil para a formação de atletas nos EUA tem sido bastante reconhecida. Em  2015 ele recebeu menções de destaque, entre elas a de  Personalidade do Ano, pela Central dos Trabalhadores Imigrantes Brasileiros nos EUA (CTIB), em Boston.

- São momentos como esse que fazem valer a pena todo o esforço no dia a dia. Não é fácil comandar centenas de crianças, lidar com tantas personalidades diferentes, outra cultura, pais com pensamentos variados. Mas quando seu trabalho é reconhecido, mostra que sua parte está sendo feita da maneira correta para ajudar na formação de tantos jovens. O que me deixa orgulhoso de elevar o nome do meu país em terras estrangeiras - disse o técnico,, emocionado.

Atualmente, o clube de Gustavo Brasil conta com mais de mil alunos, entre meninos e meninas, de 2 a 19 anos.