Gol do Dortmund - Borussia Dortmund x Hoffenheim

Em casa, Dortmund conseguiu a virada próximo ao fim da partida (Foto: Patrik Stollarz / AFP)

LANCE!
28/02/2016
15:35

O Borussia Dortmund passou um susto, mas, nos minutos finais, conseguiu afastar a zebra e bateu o Hoffenheim. Em casa, a equipe do técnico Thomas Tuchel perdia até os 35 minutos do segundo tempo, porém, com um jogador a mais e depois de muitas tentativas, conseguiu a virada e saiu de campo com uma vitória por 3 a 1. Rudy, ainda na etapa inicial, abriu o placar para o Hoffenheim, mas com gols de Mkhitaryan, Ramos e Aubameyang, o triunfo foi para o Dortmund.

Com o resultado, o Borussia chegou aos 54 pontos, ficando oito pontos atrás do líder Bayern de Munique. Por outro lado, o Hoffenheim permaneceu com apenas 18 pontos e ocupando a penúltima colocação, tendo a briga contra o rebaixamento como um grande obstáculo. Na próxima rodada, o Dortmund vai pegar o Darmstadt, já o Hoffenheim, encara o Augsburg.

Na corrida para alcançar o Bayern de Munique, o Dortmund entrou pressionado pela vitória do rival no último sábado. Em casa, então, a equipe foi para cima e acuou o time do Hoffenheim. Os comandados de Thomas Tuchel trocavam passes com tranquilidade no campo de ataque, mas pouco fazia o goleiro Baumann trabalhar. Enquanto isso, o Hoffenheim buscava sair no contra-ataque.

Se por um lado, o Dortmund não era tão objetivo e desperdiçava as chances que tinha, o Hoffenheim fez justamente o contrário. Em uma das vezes que conseguiu ir com espaço ao campo de ataque, Volland chutou e Burki bateu roupa. Sem marcação, Rudy bateu e fez. O gol empolgou o time visitante, que, mesmo ainda sendo pressionado pelo Dortmund, esteve bem perto de fazer o segundo.

No segundo tempo, Thomas Tuchel sacou Gundogan. Em menos de cinco minutos em campo, o camisa 8 fez uma grande jogada e carimbou a trave. A resposta do Hoffenheim veio no lance seguinte, mas Burki conseguiu salvar com o pé direito. Se o Dortmund já buscava o gol a todo custo, passou a tomar conta do jogo após a expulsão de Rudy, que deu um carrinho por trás em Aubameyang, que puxava ia ao ataque.

A partir daí, o que se viu foi, praticamente, um jogo de ataque contra defesa. O Dortmund tentou jogadas aéreas, chutes de longe, trocas de passes... Mas ia esbarrando em Baumann, que se transformou em um dos nomes da partida. Nagelsmann, técnico do Hoffenheim, passou a tirar jogadores mais ofensivos para colocar outros com características mais defensivas, montando uma forte retranca.

Depois de muita insistência, o gol! Aos 35 minutos, Mkhitaryan tabelou com Gundogan, invadiu a área e bateu cruzado para deixar tudo igual. Depois disso, uma verdadeira blitz da equipe do Dortmund e, cinco minutos depois, Ramos, de cabeça, fez a torcida explodir de alegria e mostrar toda a força nos cantos.

O Hoffenheim ainda acreditava que podia, ao menos, empatar o jogo. Depois de muitos minutos jogando apenas na defesa, resolveu ir ao ataque. Porém, com um a menos, acabou se expondo e, já nos acréscimos, ainda levou o terceiro. Após passe de Mkhitaryan, Aubameyang deu números finais ao confronto.

Leverkusen perde fora de casa

O Bayer Leverkusen visitou o Mainz, em uma partida em que ambos os times lutam por uma vaga na Liga dos Campeões. E melhor para o time da casa! Com gols de Yunus Malli e Jhon Cordoba, o Mainz venceu por 3 a 1. Chicharito descontou para o Leverkusen. Com o resultado, o Mainz chegou aos 36 pontos, mesma pontuação do Borussia Mönchengladbach, que ocupa a quarta colocação. Já o Leverkusen, permanece com 35 pontos e vê, inclusive, a vaga na Liga Europa ameaçada.

O jogo começou equilibrado, com os dois times conseguindo chegar ao campo de ataque em busca do gol, mas, em casa, o Mainz abriu o placar aos 14 minutos, com Malli. O camisa 10 recebeu em profundidade, nas costas da defesa, e bateu por cobertura. O Bayer, então, aumentou o volume de jogo em busca do empate, mas não ia ao ataque com muita organização, deixando buracos no meio. Desta maneira, o Mainz chegou ao segundo, aos 32 minutos, com Cordoba, que bateu forte da entrada da área.

No começo da etapa final, o time da casa praticamente decretou a vitória. Malli chutou da entdada da área e a bola explodiu no braço do defensor do Leverkusen. Na cobrança de pênalti, Malli fez o terceiro. Com a vantagem no placar, o Mainz diminuiu o ritmo e os visitantes passaram a arriscar mais. Até que, em um cobrança de falta ensaiada, Chicharito, de cabeça, fez o de honra.