RADAR/LANCE!
15/02/2016
14:52
Paris (FRA)

Um dia antes da partida contra o Chelsea pela Liga dos Campeões, o técnico do Paris Saint-Germain, Laurent Blanc, deu uma coletiva de imprensa na França e aproveitou para criticar Serge Aurier. O lateral-direito causou polêmica em um bate-papo com seguidores em uma rede social, onde ofendeu o treinador e jogadores do elenco, como Di María. O comandante do clube francês disse que não gostou do episódio e que o atleta precisa repensar suas atitudes.

- Reagi muito mal. Podemos pensar qualquer coisa, somos livres, felizmente vivemos numa democracia. Mas esse garoto... Há dois anos me comprometi ao trazê-lo para Paris. Ver o que vi ontem foi muito lamentável. Ele deveria estar se preparando para um jogo de oitavas de final de Liga dos Campeões. Seria melhor, em vez de ficar em casa sem saber o que fazer. É uma pena para ele. Mas, pior, está punindo o clube. Ele pode fazer o que quiser, mas está punindo o clube. Antes de pedir desculpas, tem que pensar no que faz. Não dá para pedir desculpas o tempo todo. O próprio jogador se tirou. Agora vamos falar de Chelsea, por favor – disse Blanc, ressaltando a punição que o jogador levou do presidente do clube, Nasser Al-Khelaifi, que decidiu suspendê-lo da partida contra o Blues nesta terça.

Para blindar o clube de polêmica antes de uma partida importante, a assessoria de imprensa do PSG permitiu apenas uma pergunta sobre o assunto Aurier. Quando um outro jornalista tentou voltar ao tema, questionando se o caso do lateral poderia prejudicar o grupo, foi cortado pelo treinador francês.
Ao falar da partida contra os Blues, Blanc acredita que será uma partida difícil, mas ressaltou que o PSG precisa se impor em casa.

- Realmente acho que o PSG tem de impor seu jogo. É um rival difícil, pode nos vencer. Os dois times são muito parelhos, o nível é bem parecido. O Chelsea enfrentou dificuldades no começo da temporada, mas a Liga dos Campeões pode ser boa para eles. Amanhã vai ser um jogo agressivo. Nosso dever é nos impor.

Em nota divulgada no site do PSG, o presidente do clube classificou o episódio como “claramente inaceitável”, e disse que as pessoas citadas pelo lateral se sentiram ofendidas e que duas declarações são "contrárias aos valores do clube". Por isso, ele resolveu punir o atleta com a suspensão.

- Eu tomei a decisão de suspender Serge Aurier. O Paris Saint-Germain é uma instituição muito forte, com a qual ninguém pode mexer. Eu não vou deixar ninguém constranger o clube o nos distrair de nossos objetivos, começando pelo confronto contra o Chelsea, altamente aguardado por nossa torcida. Todas as energias do clube, dos jogadores, técnico e comissão estão focadas nesta data crucial, uma prioridade para nós e para nossos torcedores - escreveu Al-Khelaifi no comunicado.