Beckenbauer

Beckenbauer será um dos investigados (Foto: Arquivo LANCE!)

LANCE!
22/03/2016
11:21
Zurique (SUI)

O Comitê de Ética da Fifa abriu nesta terça-feira um procedimento formal para investigar algumas irregularidades referentes à Copa do Mundo de 2006, que foi na Alemanha. O ex-jogador Franz Beckenbauer, que foi o presidente do Comitê Organizador Local (COL) do evento, e ex-vice-presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB) está entre os nomes suspeitos.

No total, seis pessoas serão investigadas em dois grupos diferentes. Beckenbauer está no mesmo caso de Theo Zwanziger, ex-presidente da DFB e vice do COL, Horst Schmidt, ex-secretário geral da DFB e também vice do COL, e Stefan Hans, ex-diretor financeiro dos dois órgãos.

Eles serão investigados pelo comitê por conta de pagamentos indevidos e contratos para ganhar alguma vantagem, aproveitando o fato a Copa ser na Alemanha.

Os outros dois investigados são Wolfgang Niersbach, ex-presidente da DFB, vice do COL e atual membro dos comitês executivos da Fifa e da Uefa, além de Helmut Sandrock, ex-secretário geral da DFB e diretor do COL. Eles são acusados esconder possíveis falhas na conduta e de não reportarem irregularidades.

O presidente da câmara de investigação, Dr. Cornel Borbély será o responsável pela condução. O comunicado lembra ainda que o Comitê de Ética parte sempre do pressuposto que todos são inocentes, e que vai tratar todos os acusados da mesma forma.