Müller foi o destaque da partida com dois gols (Foto: Christop Stache / AFP)

Müller foi o destaque do Bayern com dois gols (Foto: Christop Stache / AFP)

Mário Boechat
04/11/2015
19:42
Munique (ALE)

O Bayern de Munique provou mais uma vez a sua força na Allianz Arena. Em grande exibição, principalmente no primeiro tempo, os alemães não deram a menor chance ao Arsenal e golearam por 5 a 1. Os grandes nomes da partida foram Müller, que marcou dois, e Alaba, que fez um golaço e deu uma assistência. Lewandowski, e Robben marcaram os outros dos bávaros, enquanto Giroud, de voleio, fez o de honra.

O  resultado coloca o Bayern de Munique na liderança isolada do Grupo F, com nove pontos. O Arsenal, por sua vez, fica em situação bastante complicada na chave e fica com apenas três pontos. Isso porque o Olympiacos venceu o Dínamo de Zagreb por 2 a 1, com um gol de Pardo no fim do jogo. Os gregos também têm nove.

Para se classificar, os Gunners precisam vencer as duas e ainda ganhar por dois gols de diferença do Olympiacos, que não pode pontuar também contra o Bayern.

Alaba foi um dos melhores em campo (Foto: Christop Stache / AFP)
Alaba foi um dos melhores em campo (Foto: Christop Stache / AFP)


O Bayern adotou a postura que costuma usar na Allianz Arena: Coman e Douglas Costa abertos pelas pontas, com Lewandowski centralizado e Müller bem próximo do polonês. Como cérebro da equipe, Guardiola apostou em Thiago Alcântara. E a estratégia, mais uma vez, mostrou-se eficiente.

Além dos pontas, Alaba e Lahm apoiavam com frequência, e o Bayern tinha praticamente todos os jogadores no campo ofensivo. Em uma dessas investidas, o lateral austríaco testou Cech, em um chute forte de fora da área. O goleiro estava atento e pegou. Mas aos dez minutos, o tcheco nada pôde fazer. Thiago Alcântara faz cruzamento milimétrico para Lewandowski, que escapou inteligentemente da marcação de Gabriel Paulista e cabeceou para abrir o placar.

Özil recebe amarelo após fazer gol de mão (Foto: Guenter Schiffmann / AFP)
Özil recebe amarelo após gol de mão (Foto: Guenter Schiffmann / AFP)


Um minuto depois, o Arsenal poderia ter mudado o rumo da partida. O lateral Monreal cruzou e Özil desviou . Mas o juiz invalidou, dando toque de cotovelo do alemão.  A partir do gol anulado dos Gunners, só deu Bayern de Munique. Em cinco minutos, Cech fez quatro defesas que salvaram os ingleses. A pressão bávara era intensa e a variação de jogadas deixava a defesa inglesa tonta. Em uma delas, Lahm cruzou da direita e Coman tentou o chute. Mas a bola sobrou para Müller, que bateu firme. A bola ainda desviou e matou o goleiro. 

Lewandowski fez o primeiro do Bayern (Foto: Christop Stache / AFP)
Lewandowski fez o primeiro do Bayern (Foto: Christop Stache / AFP)


Cech seguia salvando o Arsenal. Douglas Costa e Müller testaram novamente o goleiro. No entanto, no fim do primeiro tempo, Alaba não deu a menor chance ao arqueiro e fuzilou de fora da área, no ângulo. Um golaço.

O Arsenal voltou mais assanhado para o segundo tempo, tocando a bola no campo do Bayern. Mas não tinha a qualidade para furar o bloqueio alemão. Para dar mais velocidade, Guardiola lançou Robben no lugar de Coman. E o holandês mostrou que tem estrela. Em lindo passe de Douglas Costa, Alaba recebeu na ponta e cruzou para o camisa 10 fazer o quarto.

Robben entrou no segundo tempo e marcou (Foto: Guenter Schiffmann / AFP)
Jogadores celebram gol de Robben (Foto: Guenter Schiffmann / AFP)


Espectador privilegiado, Neuer apareceu logo após o gol do Bayern. Ele fez excelente defesa em chute de Cazorla. Mas o melhor goleiro do mundo foi batido por Giroud. Em cruzamento de Sánchez, o francês dominou no peito e fez um golaço de voleio. 

O gol animou o time londrino, que passou a assustar o goleiro Neuer. Özil, Cazorla e Sánchez passaram a arriscar mais chutes a gol. No entanto, os Gunners deram espaço para os contra-ataques. Em um deles, Robben apareceu cara a cara com Cech, driblou o goleiro, mas foi interceptado na hora de marcar.  Os buracos foram mais uma vez fatais para o Arsenal.  E Douglas Costa se aproveitou para rolar para Müller fazer o quinto e decretar o massacre bávaro.

VITÓRIA GREGA NO OUTRO GRUPO

Na Grécia, Olympiacos conseguiu uma importante vitória sobre o Dínamo de Zagreb por 2 a 1. E o triunfo foi heroico, uma vez que Hodzic marcou o primeiro para os visitantes. Mas Pardo, duas vezes, virou o jogo para os gregos.