Arsenal x Barcelona (foto:ADRIAN DENNIS / AFP)

Messi anotou os dois gols do Barça no Emirates (foto:ADRIAN DENNIS / AFP)

LANCE!
15/03/2016
20:12
Barcelona (ESP)

Sem perder há 37 jogos, o Barcelona tem a constante missão de não se iludir cada vez que a conta engorda. Nesta quarta-feira, às 16h45 (horário de Brasília), contra o Arsenal, no Camp Nou, o time catalão reforçará o discurso de “pés nos chão” para confirmar a vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. A equipe conta com uma vantagem de 2 a 0, construída nos jogo de ida das oitavas de final, no mês passado, em Londres.

Para desespero do adversário, poupado no último sábado, durante a goleada sobre o Getafe (6 a 0), o atacante Suárez estará em campo para fazer companhia a Messi e Neymar. Com o trio, crescem também as exigências de uma boa apresentação dos Blaugranas diante da torcida, mesmo com placar favorável da primeira partida.


– O resultado do primeiro jogo tem influência neste partida, mas não mudará em nada nossa maneira de ver as coisas. O nosso objetivo é ser melhores que eles. Só isso. Não podemos relaxar. Os recordes não dizem nada – pontuou o técnico do Barcelona, Luis Enrique, nesta terça-feira, em entrevista coletiva.

O Arsenal, em contrapartida, passa por momentos turbulentos nesta temporada. No fim de semana, os Gunners foram eliminados pelo Watford nas quartas de final da Copa da Inglaterra e perderam a chance de levar o tri da competição. No Inglês, o caneco ficou distante. Sobrou a Champions, torneio que pode carimbar a sexta queda consecutiva nas oitavas de final.

– Eles têm 95% de chances. Nós, apenas 5%. Só nos resta atacar, marcar dois ou três gols e dominar a partida, mesmo sabendo que do outro lado estará o Barça – declarou o técnico do Arsenal, Arsène Wenger, na corda bamba e ameaçado de perder o emprego, após 20 anos no cargo.

Segurança

O clássico entre Barcelona e Arsenal foi considerada de risco 4, um abaixo do alerta máximo de terrorismo. Por precaução, na última segunda-feira, o clube catalão anunciou que reforçará ainda mais a segurança no Camp Nou.