Wellington Tanque

Atacante brasileiro que manter seu time na elite do futebol japonês (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
25/02/2016
16:51
Fukuoka (JAP)

O atacante Wellington Tanque e seus companheiros do Avispa Fukuoka terão um desafio considerável na edição deste ano da J-League, cuja abertura ocorre no próximo fim de semana: manter o clube na elite do futebol japonês após ter obtido o acesso na última temporada. Nas duas últimas vezes em que a equipe subiu para a maior divisão do futebol do país - em 2005 e 2010 - não conseguiu se manter e retornou para a segunda divisão no ano seguinte. Para o jogador formado nas divisões de base do Internacional, quebrar este tabu é de fato o grande objetivo do time na temporada.

- É sempre muito complicado para uma equipe que sobe de divisão equiparar-se às outras que já estavam lá. Nas duas últimas oportunidades em que o Avispa ascendeu a J-League, acabou sendo rebaixado ao fim da primeira temporada. A liga japonesa é possivelmente a mais equilibrada e competitiva da Ásia e isso justifica essa dificuldade. Entraremos na competição com o pensamento claro de nos mantermos na J-League para a temporada 2017, mas temos esperança sim de realizarmos uma campanha menos sofrida - revelou Tanque, cujo time estreia no próximo sábado, diante do Tosu, fora de casa.

Além da J-League, o clube de Tanque disputará também a Copa do Imperador e a Copa Nabisco nesta temporada. De acordo com o brasileiro, o fato do time não ter se reforçado com vários jogadores visando as três competições, não é obrigatoriamente um aspecto negativo. Segundo Wellington, a manutenção da base que conquistou o acesso em 2015, permite ao menos teoricamente, que a equipe tenha uma vantagem sobre os adversários que mexeram demais em seus elencos.

- Em razão de termos realizado uma ótima campanha no ano passado, existe a expectativa por parte da imprensa de que nós consigamos fazer um bom papel, mesmo em meio aos principais clubes do país. Claro que contratações de bom nível são sempre importantes e bem-vindas, mas a vontade de todos aqui em assegurar a permanência do time na J-League é talvez o nosso grande reforço - declarou.