Arsenal x Hull City

Arsenal teve boas chances de gol, mas não conseguiu sair com a vitória (Foto: Reprodução /Twitter)

LANCE!
20/02/2016
12:48

Pelas oitavas de final da Copa da Inglaterra, o Arsenal recebeu o Hull e não conseguiu evitar o segundo jogo. Apesar de toda a soberania do Gunners na partida, a equipe de Wenger esbarrou em uma grande atuação do goleiro Jakupovic e ficou apenas no empate sem gols. Agora, para definir quem passará às quartas de final, os times voltam a se encarar, desta vez, na casa do Hull.

O resultado não foi bom para o Arsenal. Com um calendário já apertado, a equipe terá mais uma partida a realizar para manter vivo o sonho de conquistar pela terceira vez consecutiva a competição, após vencer na temporada 2013-2014 e 2014-2015.

Atuando em casa, o Arsenal foi com tudo para cima e o que se viu foi, praticamente, um jogo de ataque contra defesa. Com uma proposta de atuar mais fechado e explorar os contra-ataques, o time do Hull sofreu para segurar o ímpeto do adversário. E dos principais responsáveis pelo fato de o placar não ter sido modificado no primeiro tempo foi o goleiro Jakupovic, que fez boas defesas.

O Arsenal chegava com mais facilidade ao ataque quando utilizada a ala direita, principalmente com Campbell e Iwobi. Welbeck foi outro que também levou perigo. Porém, apesar das chances, nenhuma finalizada com sucesso.

Na volta do intervalo, o bombardeio do Arsenal continuou. Prova disso é que, com menos de dois minutos, Jakupovic teve de aparecer novamente para evitar a abertura do placar. A pressão foi tamanha que, por um bom tempo, o Hull nem sequer conseguia passar do meio de campo. Campbell, em cobrança de falta, chegou a carimbar a trave.

Em meio a tantas chances, um susto. Aos 26 minutos, Diomande fez bom pivô e Maloney chutou cruzado, mas acertou a rede pelo lado de fora. Sem conseguir o gol e com o relógio andando, Wenger colocou Giroud, Alexis Sanchez e Chamberlain, mas a história do jogo não mudou. Chamberlain até teve a oportunidade, mas mandou para fora.

O domínio do Arsenal ficava claro ao se analisar os números: 68% de posse de bola e 24 chutes a gol, contra apenas seis do Hull. Já nos minutos finais, porém, por muito pouco que todo essa superioridade não foi por água abaixo, o que não aconteceu graças a uma defesa de Ospina, que pouco trabalhou durante o jogo.

Já nos acréscimos, novas chances e uma esperança de acontecer o mesmo que aconteceu contra o Leicester, pelo Campeonato Inglês, quando a vitória veio com um gol no último minuto. Mas a sorte não estava ao lado do Gunners, que viu Jakupovic fazer novas defesas e assegurar o empate.