Mário Boechat
06/05/2016
12:55
Arouca (POR)

Faltando duas rodadas para o fim, o Campeonato Português entra em sua fase derradeira. Benfica e Sporting disputam a ferro e fogo o título, com o Porto olhando os rivais de Lisboa se digladiarem, na terceira posição, mas também assegurado na próxima Champions. Na Liga Europa, ainda há uma vaga aberta. Além do Braga, já garantido, três times ainda tentam um lugar na competição europeia. Um deles, contudo, pode fazer história.

O Arouca é o único que depende de suas próprias forças. A equipe pode até garantir a classificação com o tropeço dos rivais nesta rodada. O pequeno time de Portugal, na elite há apenas três temporadas, está prestes a disputar a Liga Europa pela primeira vez.

Com 52 pontos e na quinta colocação, o Arouca tem quatro de vantagem para o Paços de Ferreira, em sexto e que entra em campo nesta sexta-feira para enfrentar o lanterna Tondela, em casa. Em sétimo e ainda com chances está o Rio Ave, que soma 47 e vai encarar o Porto no sábado.

Na segunda-feira, o Arouca visita o Estoril, fechando a 33ª rodada do Português. Uma vitória simples já garante o time da cidade homônima e que está situada na região metropolitana do Porto na Liga Europa.  O lateral Lima, um dos destaques do time no Campeonato Português, não quer saber de euforia e garante que não há nada definido.

- Ainda não tem nada garantido. Temos uma partida difícil pela frente contra o Estoril, e é esse nosso pensamento desde o início. Jogo a jogo somarmos o maior número de pontos e no final fazermos as contas pelos nossos objetivos. É preciso ter os pés no chão nessa hora e trabalhar normalmente - disse o jogador, que teve passagens por Botafogo, Internacional e Goiás.

Lima - Arouca
Lima, em jogo contra o Benfica (Foto: Divulgação)

Lima, que já marcou quatro gols na temporada, sendo três de falta, afirma que a manutenção da base do ano passado foi fundamental para a boa campanha no Português.

- O grupo já tinha uma boa base da temporada passada. Mas a chegada do treinador e de novos jogadores qualificou muito a equipe. Nós sempre trabalhamos jogo a jogo e os objetivos foram sendo construídos de acordo com a competição. O pensamento foi de sempre fazer um bom campeonato, conseguimos, e assim fomos traçando as metas.

O jogador garante que não vai secar o Paços de Ferreira nesta sexta-feira. Lima disse que os atletas só pensam em conquistar uma vitória diante do Estoril.

- Não podemos pensar assim. Temos de pensar no nosso time, no nosso trabalho e nos nossos adversários. Dependemos apenas de nós para terminarmos bem o campeonato e assim deve ser. Até agora foi assim e tem dado certo, então melhor seguir com esta filosofia.

AROUCA ESTÁ INVICTO HÁ CINCO JOGOS

A última derrota do Arouca no Campeonato Português foi para o Sporting, no Alvalade, por 5 a 1. Desde esse jogo em Lisboa, foram mais cinco partidas, com três vitórias e dois empates, o que ajudou a alavancar ainda mais o time em busca da vaga inédita na Liga Europa. Outro brasileiro do elenco, o zagueiro Jubal, que chegou somente em 2016 após rescindir com o Santos, afirma que o estilo de jogo em Portugal é diferente do que é praticado no Brasil.

Jubal - Arouca
Jubal disputou nove partidas e fez dois gols (Foto: Divulgação)

- O estilo é diferente, desde o treinamento aos jogos. Os times jogam mais próximos, tem sempre um cobrindo o outro, mas o entendimento está sendo bom. Desde o início, quando cheguei, vi um grupo forte, focado e trabalhando forte. A intensidade nos treinos é alta e o que temos feito aqui para muitos seria impossível, mas todos sempre buscamos um algo a mais, buscando o nosso valor e surpreendendo. Esperamos fazer mais um bom jogo, garantir os três pontos para buscar os nossos objetivos na competição.

Jubal disse ainda como é competir com o trio de ferro português - Benfica, Sporting e Porto -, que tem capacidade financeira muito superior aos outros times do campeonato.

- Sabemos que os grandes aqui de Portugal têm investimento bem superior ao nosso, mas dentro de campo mostramos o nosso valor. Fomos bem contra os grandes, como foi durante a competição, mostrando o nosso valor. Não é à toa que chegamos onde estamos, na quinta posição e brigando lá em cima. Temos um objetivo que pode ser um feito histórico para o clube e será uma grande satisfação disputar uma competição tão importante na Europa.