Argentina x Brasil (foto:AFP)

Argentina saiu na frente contra o Brasil, mas cedeu o empate em Buenos Aires (foto:AFP)

Thiago Salata
15/11/2015
20:06
São Paulo (SP)

Argentina perdeu uma grande chance de liquidar um inofensivo Brasil nos primeiros 45 minutos de jogo na última sexta-feira. Com apenas um ponto em duas partidas já disputadas em casa nas Eliminatórias, a conta já está saindo cara para a seleção de Tata, que se vê ameaçada de fechar 2015 na lanterna, o que seria algo vexatório para a atual vice-campeã mundial. Confira aqui a classificação e os próximos jogos.

É verdade que para isso acontecer o Equador, única seleção 100% na disputa, teria de perder, nesta terça, para a Venezuela, única com 100% de derrotas. Mas os atuais lanternas jogarão em casa, às 18h30, enquanto que a Argentina tem pedreira, às 19h, contra a Colômbia, em Barranquilla (COL). Um empate argentino combinado com uma vitória venezuelana já faria com que a equipe de Tata Martino terminasse o ano com os mesmos três pontos do time mais fraco do momento no continente.


Argentina e Venezuela, aliás, são as únicas seleções que não conquistaram nenhuma vitória em três rodadas. O Paraguai, que vem de derrota fora para o Peru, joga em casa, contra a Bolívia. Mais um alerta para os argentinos, já que os paraguaios hoje estão na quinta posição (vaga na repescagem), com quatro pontos. A diferença para a zona de classificação pode aumentar se a Argentina fracassar mais uma vez.

Sim, são 18 rodadas. Muita coisa ainda vai acontecer até 2017, quando os classificados para Copa do Mundo da Rússia serão definidos. Mas não é negócio largar tão atrás... Quer saber contra quem a Argentina abre 2016, na continuação das Eliminatórias, em março? Chile, fora de casa. Alerta ligado!

O Brasil encara o Peru, em Salvador, e tem por obrigação vencer, o que fará o time de Dunga fechar 2015 no grupo dos quatro melhores. Não deixa de ser um bom negócio para quem já encarou chilenos e argentinos, ambos fora.
O grande jogo da rodada acontece em Montevidéu: Uruguai, terceiro (seis pontos), pega o vice-líder Chile (sete). Centenário vai ferver!