Mário Boechat
26/08/2016
08:25
Mönchengladbach (ALE)

Com Bayern de Munique e Borussia Dortmund um patamar acima, outras equipes aparecem com destaque para tentar surpreender os gigantes na Bundesliga. Com boas campanhas nas últimas temporadas, com direito a duas participações seguidas na Liga dos Campeões, o Borussia Mönchengladbach surge como possível 'pedra no sapato'.

O brasileiro Raffael é um dos destaques da equipe, que também conta com Thorgan Hazard, irmão do astro do Chelsea. Para esta temporada, a principal contratação foi do volante Kramer, ex-Leverkusen. Ele chega para substituir Xhaka, vendido ao Arsenal.

- Tivemos reforços para a defesa. Estamos muito fortes neste setor. No que diz respeito aos outros setores da equipe, no geral, não sofremos mudanças, pois o clube manteve os jogadores, e isso é bom. Tenho certeza que o treinador vai achar também boas peças a disposição no banco. Acho que no conjunto estamos com uma equipe muito forte, acredito que até mais do que no ano passado. Vamos com tudo para mais uma temporada - disse Raffael, que espera dificultar ao máximo a vida do Bayern de Munique:

- Não é de hoje que a gente vem brigando lá na frente. Então, a gente espera continuar fazendo isso, e quem sabe desbancar o Bayern ao final da temporada. Assim como eles, nós teremos 11 jogadores dentro de campo. Mas, naturalmente, a Bundesliga é um campeonato de alto nível e outras equipes também podem ter uma participação de destaque. Não tenho dúvidas que a ideia de todos é não facilitar a vida do Bayern - completou o brasileiro, ao LANCE!.

Raffael - Borussia Monchengladbach x Young Boys
Raffael é um dos destaques do Gladbach (Foto: Patrik Stollarz / AFP)

Outro representante alemão na Liga dos Campeões, o Bayer Levekusen foi às compras e trouxe Volland, ex-Hoffenheim, Dragovic, ex-Dínamo de Kiev, e Baumgartlinger, ex-Mainz. Por outro lado, perdeu Kramer para o Gladbach.

Fora das disputas europeias, o Schalke quer voltar a fazer bonito na Alemanha. Promessa do futebol germânico, Sané foi negociado com o Manchester City por 50 milhões de euros (R$ 182,4 milhões). Matip foi para o Liverpool sem custos.

Sané
Sané deixou o Schalke rumo ao City (Foto: Reprodução / Twitter)

No entanto, a equipe se reforçou. Ex-jogador do Basel, Embolo chegou por 22,5 milhões (R$ 82 milhões). Os Azuis Reais também contrataram Coke, que pertencia ao Sevilla. Baba Rahman, ex-Chelsea, e Bentaleb, ex-Tottenham, chegaram por empréstimo. Naldo chegou após fim de contrato com o Wolfsburg.

- Sané fazia uma grande diferença no elenco, mas foi vendido. Mérito do jogador e do clube. Mas o Schalke contratou muito bem. Pelo o que eu vejo, nos treinos e na pré-temporada, o time está mais qualificado. Apesar de ter saído o Sané, chegaram quatro jogadores de nível muito alto. Vejo o Schalke mais forte para esta temporada - disse o lateral-direito Junior Caiçara, ao LANCE!. 

Junior Caiçara
Junior Caiçara é do Schalke (Crédito: Divulgação/Site oficial Schalke 04)

Após um oitavo lugar melancólico na última temporada, o Wolfsburg vem remodelado. A começar pelo seu ataque. Schürrle foi para o Dortmund, enquanto Max Kruse reforçou o Werder Bremen. Chegaram o experiente Mario Gómez, da Fiorentina, Borja Mayoral, emprestado pelo Real Madrid, e Brekalo, ex-Dínamo Zagreb. O principal jogador do elenco, o meia-atacante Draxler, permanece, apesar de ter pedido para sair.

A zaga também está modificada. Dante acertou com o Nice, da França, enquanto Naldo foi para o Schalke. Bruma foi contratado junto ao PSV. Kuba, ex-Dortmund, e Gerhardt, ex-Colônia, também chegaram para o meio de campo.