Adriano (Foto: Paulo Sergio)

Campeão brasileiro pelo Flamengo em 2009, Adriano pode se tornar dono de clube nos EUA (Foto: Arquivo LANCE)

RADAR/LANCE!
27/01/2016
11:19
Rio de Janeiro (RJ)

Longe do futebol desde que deixou o Atlético-PR, em 2014, Adriano Imperador estaria próximo de adquirir 40% das ações do Miami United, dos Estados Unidos e se tornar sócio do clube. O ex-jogador da Seleção Brasileira, desembolsaria 4 milhões de dólares (cerca de R$ 16,1 milhões) no negócio. O Miami disputa a NPSL (Primeira Liga Nacional de Futebol), uma das ligas secundárias do futebol dos EUA. A intenção é que o centroavante, de 33 anos, atue também como jogador. As informações são do "UOL Esportes".

- Vi que muita gente falava em um possível retorno do Adriano e logo falei com o meu presidente. Expliquei que não teríamos como oferecer um salário que ele pede, mas que a entrada dele como acionista do clube poderia resolver. Conversamos diversas vezes e ele gostou muito. Se interessou pelo estilo de vida de Miami, pela estrutura do clube e pela possibilidade de já adiantar um projeto pensando no pós-carreira - disse Henrique Souza, gerente executivo de futebol do Miami, em entrevista ao "UOL Esportes".

De acordo com a reportagem, se fechar o negócio, Adriano terá participação em todas as receitas do Miami. O Imperador, que foi revelado pelo Flamengo, mas que jogou por clubes como Parma, Fiorentina, Roma e Internazionale de Milão, ambos da Itália, além de Corinthians e Atlético-PR, receberia um salário de 10 mil dólares (cerca de R$ 40,7 mil). Os outros 60% das ações do Miami pertencem ao italiano Roberto Sacca.

Nos Estados Unidos, Adriano está próximo ao Fort Lauderdale Strikers, clube que tem Ronaldo Fenômeno como acionista. Miami e Fort Lauderdale Strikers pertencem a ligas diferentes, mas os clubes disputam os corações dos amantes do futebol na Flórida.