HOME - Copa América - Jorge Sampaoli (Foto: Rodrigo Arangua/AFP)

Jorge Sampaoli levou a seleção chilena ao primeiro título de sua história (Foto: Rodrigo Arangua/AFP)

LANCE!
13/01/2016
20:50
Santiago (CHI)

Após participar da cerimônia da Bola de Ouro da Fifa em Zurique (SUI), Jorge Sampaoli desembarcou nesta quarta-feira em Santiago (CHI) para cuidar dos trâmites que o colocarão fora da seleção chilena. Segundo a imprensa local, o técnico está acertando os detalhes finais para anunciar oficialmente a renuncia ao cargo.

No aeroporto da capital do país sul-americano, Sampaoli foi insultado por um grupo de torcedores e não entendeu muito bem a reação.

- Venho de uma premiação onde representava o Chile. Eles deveria estar orgulhosos. Foi muito estranho, apesar dos poucos gritos. Sempre tive o carinho do torcedor chileno - ressaltou o comandante rosarino.


A revolta não parou por aí. O técnico sofreu até mesmo quando estava próximo de chegar em casa.

- Me perseguiram como se eu fosse um delinquente. Não quero ser vítima. Sou agradecido a este país. Espero que entendam minha decisão e reflitam um pouco sobre o que estão fazendo - desabafou.

Sampaoli é um nome forte para substituir o espanhol Julen Lopetegui, demitido na semana passada pelo Porto. Por ora, a intenção é seguir morando no Chile, apesar de todo o momento conturbado.

A separação entre o técnico Jorge Sampaoli e a seleção do Chile é inevitável. Em entrevista ao Diário AS, durante a passagem por Zurique, o treinador revelou que não se vê motivado em continuar no atual cargo.

Campeão da Copa América no ano passado, Sampaoli criticou a postura do atual comando da federação chilena, comandada agora por Arturo Salah.