Wellington Silva

Wellington Silva é lateral-direito de origem, mas vem jogando na esquerda (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
09/04/2016
08:25
Rio de Janeiro (RJ)

Para começar como titular, vale o sacrifício de mudar de posição. Lateral-direito de origem, Wellington Silva vem atuando pela esquerda desde a chegada do técnico Levir Culpi, no início de março. Entre as mudanças realizadas pelo substituto de Eduardo Baptista, está a escalação de Jonathan, que era reserva e jamais havia conseguido engrenar uma sequência no Fluminense, na lateral-direita.

Com estas alterações nas alas, sobraram a reserva para os pratas da casa Léo Pelé e Giovanni, que foram sacados e agora lutam para reconquistar espaço entre os titulares. Levir dá indícios de que está satisfeito com as atuações de Jonathan e chegou a utilizar Giovanni na partida contra o Madureira, semana passada, ao poupar Wellington Silva.

Apesar de admitir que não é o posicionamento ideal, Wellington mostra as armas nesta batalha pela escalação e ressalta que jogar na lateral-esquerda não chega a ser uma completa novidade para ele.

– Desde a base, eu treinei muito como lateral-esquerdo também. A gente vai se adaptando ao que é pedido. Às vezes, complica um pouco, mas nós vamos nos aprimorando no treinamento e também nos jogos. Se o professor quiser me usar, farei de tudo para estar bem e corresponder. Quero estar jogando, não importa o lado do campo – disse.

Desta maneira, Wellington Silva tem sido quase um curinga neste atual elenco tricolor mas, diante da concorrência forte, o jogador garante que esquece até o desgaste físico gerado pela maratona de jogos. Não quer dar espaço para ninguém.

– Nos jogos, a gente se doa ao máximo. Mas estamos buscando o título. Essa é a nossa motivação. Esquecemos até o cansaço. A motivação pelo título é maior do que tudo – ressaltou ele, que deve ser titular novamente contra o Volta Redonda, neste domingo.

Levir Culpi chegou às Laranjeiras, mudou a cara e os resultados do time. Mas, quem sabe, não tenha feito alguns jogadores do elenco descobrir virtudes até então escondidas. Pelo visto, a vontade de estar em campo supera qualquer posição ou cansaço.