LANCE!
21/12/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Com situação financeira "desconfortável", segundo avaliação do presidente Pedro Abad, o Fluminense não fará grandes investidas no mercado. Assim, a alternativa do clube para reforçar seu elenco em 2017 será aproveitar o retorno de alguns dos 25 atletas que foram emprestados neste ano.

A avaliação dos nomes caberá a Abel Braga e os dirigentes, mas certos jogadores já estão planejando o futuro longe das Laranjeiras novamente. Wellington Paulista, por exemplo, não foi procurado pela nova diretoria tricolor, e seu empresário já procura novo clube. Há alguns interessados, mas nenhuma conversa avançada. O centroavante não deve seguir na Macaca, clube que defendeu em 2016.

Já Lucas Fernandes seria recebido de volta com bons olhos, mas o Atlético-PR tem a intenção de exercer o direito de compra previsto em contrato e ficar com o jovem atacante na próxima temporada. A negociação, se concretizada, pode render R$ 1,5 milhão ao Tricolor.

Destaque na campanha de acesso do Avaí à Série A do Brasileirão, o lateral-direito Renato também já se manifestou a favor de permanecer em Santa Catarina. No entanto, os três casos estão indefinidos e os atletas podem pintar no clube das Laranjeiras em janeiro de 2017.

COM A PALAVRA

GIUSEPPE TOMMASO - Rádio Clube do Pará

"Robert chegou sob forte expectativa, mas jamais disse a que veio no Paysandu. Suas raras atuações passaram longe de encher os olhos. Além de mostrar falta de comprometimento, em nenhum momento ele passou confiança de que era boa opção para a sequência da Série B. Tanto que, na reta final, o técnico recorreu a jogadores da base para que o Papão engrenasse de vez na competição."

DANIEL PIVA - Correspondente do L! no Paraná


"O Lucas Fernandes chegou ao atlético desacreditado, já que era reserva até então no Avaí. Logo nos primeiros dias dele aqui o clube passou por um momento turbulento, com as saídas do Vinícius, Walter e do diretor Paulo Carneiro. Além disso, o meia Nikão sofreu uma grave lesão, ficando quase três meses afastado dos gramados. Desta forma, o Lucas Fernandes assumiu a titularidade no ataque, ocupando o lado direito do sistema ofensivo e passou a se destacar. Um exemplo disso foi a vitória por 3 a 1 sobre a Ponte Preta, com ele participando dos três gols. A principal virtude dele é a velocidade, sendo uma importante arma para puxar contra-ataques."