Wellington Silva, lateral-direito do Fluminense

O lateral-direito Wellington Silva ainda está preocupado com o risco de queda à Série B (Foto: Pedro Barboza/LANCE!)

Pedro Barboza
20/11/2015
17:00
Rio de Janeiro (RJ)

Não bastasse o atraso de aproximadamente três horas no retorno ao Rio de Janeiro, na tarde do feriado desta sexta-feira, após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre, o Fluminense ainda contou com um incômodo sobrepeso na bagagem. Isso porque com mais um revés no Campeonato Brasileiro, o Tricolor passou a ter 1% de chances de rebaixamento, de acordo com as previsões do site Infobola, faltando três rodadas para o final da temporada. O voo, que sairia da capital gaúcha, por volta das 12h, chegou à Cidade Maravilhosa apenas às 16h.

A situação, mesmo que quase que improvável, é vista com o um ar de preocupação para os jogadores do Fluminense. De acordo com o lateral-direito Wellington Silva, escalado para atender a imprensa no desembarque, a melhor coisa são os três pontos para findar com as previsões negativas.

- Se tem possibilidade, preocupa. Então a melhor coisa para se fazer é vencer a partida para acabar com essa matemática. Ganhando acabamos de vez com esse 1% - destacou o lateral, que ainda falou sobre as cobranças no vestiário após a partida:

- Tínhamos que nos cobrar, mas pelo primeiro turno que fizemos e não podíamos cair tanto. Nos cobramos bastante no vestiário, conversamos muito, e esse jogo será uma final para nós, demos mole no segundo turno e agora temos que ganhar, tendo um outro pensamento para chegar lá, sabendo que tem uma grande torcida esperando pela gente em busca dessa vitória.

Com 43 pontos, o Fluminense é o 14º colocado no Campeonato Brasileiro, cinco pontos à frente do Avaí, primeiro time fora da zona de rebaixamento, e adversário da próxima partida, às 19h30 de domingo, no Estádio Kleber Andrade, no Espírito Santo. Além da equipe catarinense, o Flu tem pela frente Inter e Figueirense.