icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/08/2015
11:01

Existe um ditado que diz que a primeira vez a gente nunca esquece. No caso do lateral-direito Renato, do Fluminense, o primeiro gol com a camisa tricolor vai demorar a sair da memória. Ele marcou um golaço, aos 48 minutos do segundo tempo e garantiu a vitória da equipe na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, diante do Paysandu.

– Sensação inexplicável poder marcar meu primeiro gol pelo Fluminense. Fui muito feliz no chute, ainda mais por ter sido no finalzinho do jogo. Sabíamos que seria um jogo complicado, mas não dá nem muito tempo de comemorar. Domingo é outra competição, vamos ter um jogo difícil contra o Joinville e na próxima semana teremos mais 90 minutos para decidir contra o Paysandu, em Belém – destacou Renato.

Provável titular no domingo, quando a equipe encara o Joinville, em Santa Catarina, Renato exaltou o trabalho do técnico Enderson Moreira e ressaltou a importância de estar sempre preparado para entrar no time quando for preciso. O camisa 16 ainda falou que a maratona de jogos vai fazer com que o treinador precisa utilizar o máximo de jogadores.

– O professor Enderson sempre frisa bastante a importância de todos estarem preparados para jogar, da importância de ter um elenco qualificado como o nosso. Sabemos da dificuldade de enfrentar duas competições simultâneas, mas vejo o Fluminense pronto para brigar forte – finalizou.

 

Existe um ditado que diz que a primeira vez a gente nunca esquece. No caso do lateral-direito Renato, do Fluminense, o primeiro gol com a camisa tricolor vai demorar a sair da memória. Ele marcou um golaço, aos 48 minutos do segundo tempo e garantiu a vitória da equipe na primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, diante do Paysandu.

– Sensação inexplicável poder marcar meu primeiro gol pelo Fluminense. Fui muito feliz no chute, ainda mais por ter sido no finalzinho do jogo. Sabíamos que seria um jogo complicado, mas não dá nem muito tempo de comemorar. Domingo é outra competição, vamos ter um jogo difícil contra o Joinville e na próxima semana teremos mais 90 minutos para decidir contra o Paysandu, em Belém – destacou Renato.

Provável titular no domingo, quando a equipe encara o Joinville, em Santa Catarina, Renato exaltou o trabalho do técnico Enderson Moreira e ressaltou a importância de estar sempre preparado para entrar no time quando for preciso. O camisa 16 ainda falou que a maratona de jogos vai fazer com que o treinador precisa utilizar o máximo de jogadores.

– O professor Enderson sempre frisa bastante a importância de todos estarem preparados para jogar, da importância de ter um elenco qualificado como o nosso. Sabemos da dificuldade de enfrentar duas competições simultâneas, mas vejo o Fluminense pronto para brigar forte – finalizou.