Richarlison - Sport x Fluminense

Richarlison: atacante do Flu, substituto de Fred, não vem correspondendo (Foto: Clelio Tomaz/AGIF)

RADAR/LANCE!
20/06/2016
16:00
Rio de Janeiro (RJ)

Pior ataque do Campeonato Brasileiro, o Fluminense tem encontrado dificuldades para balançar as redes adversárias. Com apenas oito gols marcados em nove jogos, a equipe do técnico Levir Culpi está entre os piores sistemas ofensivos na competição ao lado de Botafogo e Cruzeiro - ambos na zona de rebaixamento.

No último jogo, o Flu foi derrotado por 2 a 1 contra o Sport, fora de casa, e os tricolores viram novamente Richarlison - substituto de Fred - não atuar bem. Na segunda etapa, Magno Alves entrou, fez um gol, mas não evitou o revés. 

Mas o que será que falta para o ataque deslanchar e o Fluminense conseguir uma sequência positiva de resultados? Será que não há qualidade? Um esquema mais apropriado para os atacantes do elenco seria a solução? Para tentar entender esta má fase, jornalistas do LANCE! opinam. Confira abaixo:

Daniel Bortoletto, editor do LANCE!

O Fluminense não tem um elenco grande, principalmente no setor ofensivo. Levir ainda precisa achar a melhor forma de organizar o ataque sem Fred
A idade, muitas vezes, pesa contra Magno Alves. O vejo mais como opção para segundo tempo do que titular.

Matheus Dantas, repórter do LANCE!

É questão de tempo para o Fluminense deixar o posto de pior ataque do Brasileirão, condição que divide com Botafogo e Cruzeiro, times que neste momento estão na zona de rebaixamento. A saída de Fred ainda é recente e Levir Culpi está em busca da melhor formação sem a referência do Tricolor nas última sete temporadas.

Se os testes realizados por Levir Culpi nas últimas rodadas não tiveram o sucesso esperado, foram importantes para mostrar que o garoto Richarlison, de 19 anos, não está pronto para assumir a responsabilidade de goleador. O veterano Magno Alves pode quebrar um galho, mas se a diretoria do Flu pensa em brigar pelas primeiras posições do Brasileiro é preciso que cheguem reforços. Levir vai ter trabalho, mas, com o tempo, é capaz de acertar o time.

Rafael Pereira, editor do LANCE!

Fluminense sentiu a ausência de Fred. A equipe ocupa apenas a 11ª colocação e tem o pior ataque da competição, com oito gols em nove jogos. Levir precisa corrigir as falhas de forma rápida caso não queira se complicar mais para o fim do Brasileiro.

Encontrar um esquema novo, sem a necessidade de um 9 pode ser a solução. Porém, o que o time realmente precisa hoje é de um líder em campo, alguém que chame a responsabilidade para o momento e que oriente os mais jovens. O Flu está sem referência e isso fica cada vez mais claro.

E se analisarmos a falta de gols e consequentemente de vitória podemos chegar a conclusão que o Flu precisa de reforços para o ataque. Um jogador de peso que chegue para, ao menos, fazer com que a torcida sonhe com dias melhores. O Tricolor não pode ser refém de Magno Alves e Richarlison. O primeiro é um veterano e não aguentará a sequência de partidas, enquanto o segundo ainda é um menino que precisa de tempo para deslanchar.

E tempo é algo que não existe em um campeonato de pontos corridos. Hoje vejo o futebol do Flu como time apenas de meio de tabela.