LANCE!
18/05/2017
17:26
Rio de Janeiro (RJ)

Logo após a derrota para o Grêmio em Porto Alegre, a quarta nos últimos cinco jogos, Abel Braga reforçou a necessidade de reforços para o Fluminense. Com elenco limitado, o técnico começa a sofrer com a maratona de jogos - Wellington, Lucas e Orejuela, por exemplo, não jogaram na noite de ontem.

Na lateral-esquerda, a situação é mais complicada, já que o elenco conta apenas com um jogador de posição: o jovem Léo. No entanto, o jogador ainda não desfalcou o time uma vez sequer na temporada. Se precisa de descanso?

- Não penso muito em desgaste. Sempre que tiver jogo, eu vou querer jogar. Não cabe a mim decidir isso, mas ao Abel e à comissão. Agora não tem mais jogo fácil. Todos os jogos daqui para a frente serão pedreira. Estamos preparados pro que vem pela frente - disse o camisa 15 na chegada ao Rio de Janeiro.

Em 2017, o jogador entrou em campo 26 vezes nos 30 jogos do Fluminense até agora (cerca de 87%). Nas outras quatro vezes, foi poupado e Calazans foi improvisado na posição com time reserva. Com a presença dos titulares, a equipe de Abel ainda não havia sofrido uma derrota por dois gols de diferença e, na Copa do Brasil, pode custar caro. Nada que tire o foco do camisa 15.

- Infelizmente não foi como a gente esperava, mas são 180 minutos e vamos fazer o possível para reverter. A gente sabe que dá. Agora não tem mais jogo fácil. Todos os jogos daqui para a frente serão pedreira. Nosso grupo é jovem, mas está preparado. O Abel confia na gente e elogia sempre nossa postura. Idade não quer dizer nada - concluiu o lateral de 21 anos.