Gerson é abraçado pelos companheiros

Gerson é abraçado pelos companheiros (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

LANCE!
21/04/2016
14:46
Rio de Janeiro (RJ)

A derrota nos pênaltis para o Palmeiras, na semifinal da Copa do Brasil de 2015, deixou todo o elenco do Fluminense muito triste naquele dia. No entanto, a tristeza de um jogador chamava atenção: Gerson. Uma das principais joias de Xerém, naquele momento, o menino, de 18 anos, vendido por cerca de R$ 64 milhões, deixa às Laranjeiras sem um título no currículo.

Poucos meses depois, a Roma, clube que o contratou, queria emprestá-lo para uma equipe pequena da Itália. Sem concordar com essa ideia, Gerson propôs aos italianos voltar por seis meses ao Fluminense. E a decisão foi muito certa. Campeão da Primeira Liga, o camisa 11 deixará o clube com um taça.

- Quero agradecer ao presidente Peter Siemsen, que foi para Roma me buscar e estou feliz por ter voltado. Por ser da base sempre disse que queria ser campeão antes de deixar o clube. Mas ainda não acabou. Tem muita coisa pela frente – disse.

Essa coisa pela frente a qual Gerson se refere é o Campeonato Carioca. Após ganhar folga nesta quinta-feira, o elenco tricolor volta a treinar nesta sexta-feira já visando o duelo pela semifinal da competição, contra o Botafogo, domingo, em Volta Redonda.