LANCE!
05/12/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

O Fluminense precisa de um ídolo para 2017. Este é o entendimento de Pedro Abad. O novo presidente tricolor ainda monta sua equipe para coordenar o futebol do clube, mas o perfil dos jogadores que serão procurados para reforçar o time ano que vem já está definido.

- É um compromisso meu ter sempre jogadores de peso, que chamem a torcida e decidam jogos. O Fluminense sempre precisou de ídolos, de jogadores grandes. Quero um elenco forte e com esse tipo de atleta - declarou Abad em um dos debates presidenciais realizados neste mês.

Se confirmadas, contratações com o perfil traçado por Abad podem solucionar alguns dos problemas enfrentados pelo Fluminense na temporada. Na reta final do Brasileirão, por vezes o time careceu de liderança e capacidade técnica para controlar o jogo, mesmo quando o placar era favorável, como nos jogos contra o São Paulo e Chapecoense, ambos no Rio de Janeiro.

No atual elenco, apenas Gustavo Scarpa terminará 2016 em lua de mel com a torcida tricolor. Mesmo atletas identificados com o clube, como Gum, Diego Cavalieri e Cícero, foram questionados durante a temporada, sendo que o último foi o artilheiro do Tricolor no ano.

Nome de Barrios agrada

O Fluminense já se movimenta para reforçar seu elenco visando 2017. Um dos atletas especulados para chegar às Laranjeiras é Lucas Barrios. A diretoria não confirma contato ou oferta pelo jogador, mas o nome agrada aos dirigentes.

A situação de Barrios, no entanto, é complicada. Com um alto salário no Palmeiras, o argentino naturalizado paraguaio tem futuro indefinido. Antes de negociar o atacante, a direção palmeirense ainda precisa definir o técnico para 2017. A tendência é que seja Eduardo Baptista, ex-Fluminense.​